Polícia

Recapturados 24 dos 75 presos que fugiram na 6ª feira

Presos destruíram penitenciária: são 15 feridos, três em estado grave
Fonte: Paulo Pincel 08/10/2017 07:00
Fugitivos de penitenciária presos em Barras Fugitivos de penitenciária presos em BarrasFoto: WhatsApp

Pelo menos 24 fugitivos dos 75 presos que fugiram ontem (6) durante a segunda rebelião na Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, no Norte do Piauí, foram recapturados. Mais de 400 presos ocuparam todas as dependências do presídio durante mais de dez horas.

Os que conseguiram fugir provocaram pânico à população. Carros e motos foram roubados pelos fugitivos, obrigando as pessoas as e recolherem com medo de serem assaltados.

Pelos menos 30 homens da Polícia Militar estão na caçada aos fugitivos. Ontem à noite, por volta das 20h30, na localidade Piquizeiro, zona rural de Barras, foram presos Jose de Castro Carvalho e Leydson Jose da Silva, fugitivos de Esperantina. A guarnição comandada pelo tenente Batista Júnior, da quial também faziam parte o sargento Castro, cabo Dilson e soldados Laurindo e Stefano.

Feridos

As informações de ontem são de que 15 presos foram feridos e três em estado grave, com perfurações no tórax foram internados no Hospital de Urgências de Teresina (HUT), que ainda não divulgou informações sobre o estado de saúde dos pacientes.

Secretário de Justiça, Daniel Oliveira, conversa com policiais militares da Tropa de Choque
Secretário de Justiça, Daniel Oliveira, conversa com policiais militares da Tropa de Choque (Foto: Ascom/Sejus)

A tropa de choque da Polícia Militar invadiu o presidiu e sufocou a rebelião, que durou mais de dez horas. A PM acompanhou a contagem dos presos. No final da conferência, a administração da penitenciária descobriu que 75 presos haviam fugido.

Secretário de Justiça, Daniel Oliveira, inspecionou a penitenciária após rebelião
Secretário de Justiça, Daniel Oliveira, inspecionou a penitenciária após rebelião (Foto: Ascom/Sejus)

A Secretaria de Justiça informou que haverá transferência de presos neste sábado (7) e que a panitenciária de Esperantina vai passar por vistoria. A PM vai manter os grupamentos especiais no presídio em Esperantina para evitar novas ações dos líderes dos grupos que dominam todas as dependências da carceragem.

Lista de fugitivos
Lista de fugitivos
Lista de fugitivos

"Nota da CDHM da Câmara dos Deputados

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) informa que já oficiou formalmente as autoridades do estado do Piauí, o procurador-geral de Justiça Cleandro Moura, e do secretário de Justiça, Daniel Carvalho Oliveira Valente, requerendo informações sobre a situação dos detentos e dos profissionais de segurança pública após rebelião na Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, no norte piauiense.

O presidente da CDHM, deputado Paulão (PT-AL), que está em diligência no estado do Pará, manterá contato permanente com o governador do Piauí, Wellington Dias, e com a senadora Regina Sousa (PT-PI), presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado Federal, e colocou a assessoria técnica da Comissão à disposição no acompanhamento dos desdobramentos deste episódio como prioridade durante o fim de semana, avaliando eventuais novas medidas no âmbito do colegiado parlamentar.

Brasília, 06 de outubro de 2017"

Matéria original publicada às 14h06 de sexta-feira (6)

Uma rebelião de presos, iniciada por volta das 13h desta sexta-feira (6), destruiu parte dos pavilhões B e C na Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina. Segundo informações dos agentes penitenciários, presos do pavilhão C quebraram a parede e invadiram o pavilhão D para matar integrantes de grupos rivais.

Três presos foram feridos a golpes de barra de ferro e espetos feitos com pedaços de vergalhão. Eles foram levados em estado grave para o hospital regional de Esperantina.

Os feridos foram identificados como André Fabrício Ferreira da Silva, 22 anos; Francisco José Benício Júnior, de 34 anos, e João Batista Ferreira Filho, 31 anos . Os três foram trazidos para Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com várias perfuraões no tórax e abdómen.

A rebelião foi contralada por volta das 14h30 pelos agentes e policiais militares que foram chamados ao presídio. Tiros com armas não letais foram efetuados durante a rebelião.

Nota da Secretaria de Estado da Justiça

"Forças de segurança pública e prisional do Estado montaram base, no início da tarde desta sexta-feira (7), na Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, para conter um princípio de motim envolvendo presos dos pavilhões B e C da unidade. A Secretaria de Justiça (Sejus) está atuando no caso.

Cerca de 30 homens – policiais militares e agentes penitenciários – estão no local para garantir a ordem e evitar outros distúrbios. De acordo com a Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária da Sejus (DUAP), os presos se amotinaram em protesto à transferência de detentos que estava sendo realizada pela gerência do presídio nesta manhã.

A Secretaria de Justiça informou que abriu investigação para apurar o caso no âmbito administrativo e solicitou à Delegacia de Polícia de Esperantina que instaure inquérito policial para também investigar o ocorrido. Força Tática da Polícia Militar e equipe da Diretoria de Inteligência e Proteção Externa da Sejus (Dipe) estão no local".

Comentários