Polícia

Preso segundo suspeito de balear policial militar no Centro

O policial segue em estado grave
Fonte: Polícia Miliar | Editor: Alinny Maria 03/10/2018 17:15
Dois envolvidos na tentativa de assalto a joalheria foram presos Dois envolvidos na tentativa de assalto a joalheria foram presosFoto: Divulgação

O segundo envolvido na tentativa de assalto a joalheira que resultou em um policial militar baleado no Centro de Teresina, foi preso na tarde desta quarta-feira (3) na Avenida Maranhão, próximo ao Iate Clube. O comparsa já havia sido preso após ser pego por populares no local do crime.

O sargento Vidal foi baleado ao tentar impedir um assalto a Joalheira Matos, situada na Rua Climatizada. No momento da ação, o PM estava em uma casa lotérica e avistou a dupla tentando assaltar a joalharia.

O policial estava à paisana e deu voz de prisão aos homens. A dupla revidou e atirou contra o PM, que foi atingido com dois tiros e levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Um dos suspeitos conseguiu fugir e o outro foi capturado e espancando por populares.

Após escapar do linchamento, o homem disse que não foi ele quem efetuou os disparos contra o PM e ainda assim foi agredido com socos, chutes e golpes de capacete. A Polícia Militar chegou ao local e o assaltante estava arrodeado de populares. Os policiais tiveram dificuldade para levar o bandido até a viatura, quando foi preciso atirar ao alto para espessar a multidão.

Os dois assaltantes foram presos e levados a Central de Flagrantes. O que foi capturado ainda pela manhã precisou de atendimento médico devido às agressões.

Estado de saúde do policial

A assessoria de comunicação do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) informou que o policial Vidal dos Santos Carvalho, 48 anos, deu entrada na unidade às 8h41 de hoje, vítima de arma de fogo.

Após a estabilização do quadro, ele foi imediatamente encaminhado para o centro cirúrgico e foi realizada uma toracotomia exploradora de emergência com rafía pulmonar. A bala atingiu a região do tórax e transfixou o pulmão direito.

A equipe de cirurgiões que acompanha o policial decidiu realizar uma nova abordagem cirúrgica para avaliar um sangramento na região do abdômen. O quadro de saúde do policial é grave, porém estável

Comentários