Cidade

Prefeitura moderniza forma de pesquisa de preços dos processos licitatórios

A mudança que já está em andamento é a da forma de realizar a pesquisa de preço, fase que antecede o lançamento do edital
Fonte: Ascom Sema | Editor: Da Redação 28/09/2017 14:13
Modernização do processo trabalho Modernização do processo trabalhoFoto: Ascom Sema

licitação,

Os servidores que trabalham na montagem dos processos licitatórios da Prefeitura de Teresina estão sendo capacitados para utilizar novas ferramentas que devem agilizar os procedimentos e proporcionar maior eficiência. A mudança que já está em andamento é a da forma de realizar a pesquisa de preço, fase que antecede o lançamento do edital e que consiste no levantamento dos valores cobrados pelo mercado para a aquisição de determinado produto ou serviço. A partir desta pesquisa, é possível estimar o valor máximo da licitação.

Arimateia Quinto, técnico da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema), está percorrendo os órgãos, treinando os servidores que atuam neste segmento para que, a partir de agora, eles utilizem, preferencialmente, o Painel de Preços - um sistema online do Governo Federal, disponível gratuitamente, que mostra várias licitações que já aconteceram em todo o país, com uma média de preços de produtos e serviços que pode ser filtrada por região. Esta proposta é bem mais rápida e eficiente que o atual padrão, onde o órgão solicita o orçamento dos itens desejados a, pelo menos, três empresas diferentes.

“Esta solicitação de porta em porta demanda muito tempo, pois temos que aguardar as respostas das empresas, que, geralmente, demoram a enviar ao órgão. Com o Painel de Preços não, os valores estão disponíveis online e podem ser acessados a qualquer momento, agilizando bastante o trabalho. Sem falar que permite à Administração comparar os preços oferecidos pelas empresas e a real cotação de mercado, tendo como base as licitações já realizadas pelo Governo Federal”, explica Arimateia.

Quem já está usando a ferramenta atesta sua eficiência. Na Sema, Adine Coutinho faz parte da equipe de levantamento dos preços e afirma que o trabalho ficou bem mais rápido com o uso do Painel de Preços. “Antes a gente perdia muito tempo entrando em contato com os fornecedores. Hoje, o trabalho que levava até um mês para ser concluído, agora, em meia hora, eu já consigo finalizar. É muito mais prático, rápido e seguro”, relata.

Por sua vez, o secretário de Administração e Recursos Humanos, Manoel de Moura Neto, destaca que esta mudança é apenas uma das ações que a Sema está adotando para reduzir os prazos das licitações, tornando-as mais céleres, econômicas e eficientes. “Também estamos discutindo a padronização dos procedimentos licitatórios para que as novas formas de trabalhar atuem a favor da gestão pública e da sociedade como um todo, pois uma licitação mais célere implica em uma obra que chegará mais cedo à comunidade, por exemplo”, argumenta.

O treinamento do Painel de Preços já foi ministrado na Secretaria Municipal de Educação (Semec) e Fundação Municipal de Saúde (FMS). Ainda estão previstas as capacitações na Semduh, Semplan, SDR e SDUs.

Comentários