Polícia

Ex-prefeita e empresários presos por desvio de R$ 3 milhões

Operação Poço Sem Fundo cumpre seis mandados de prisão
Fonte: Gaeco | Editor: Paulo Pincel 13/03/2019 07:00
Políciais do Gaeco realizam a Operação Poço Sem Fundo Políciais do Gaeco realizam a Operação Poço Sem FundoFoto: Gaeco

Policiais civis e militares dão apoio ao Grupo de Atuação de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Piauí para a cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão na Operação Poço Sem Fundo, que acontece na manhã desta quarta-feira (13), simultaneamente em Canto do Buriti, Brejo do Piauí e Teresina, onde a ex-prefeita de Brejo do Piauí, Márcia Aparecida Pereira da Cruz, presa em Picos.

Os promotores de Justiça José William Luz, de Canto do Buriti, e Rômulo Cordão, coordenador do Gaeco, coordenam "in loco" a operação em municípios da região de Canto do Buriti.

O objetivo, segundo o Gaeco, é desarticular uma organização criminosa acusada de desvio de recursos, cerca de 3 milhões entre os anos de 2013 a 2017, destinados à perfuração e manutenção de poços, recuperação de estradas vicinais, e outros crimes contra a administração pública, incluindo fraudes em licitações.

Os empresários Adcarliton Valente Barreto e Valdirene da Silva Pinheiro, sócios da empresa VSP Construtora, também foram presos sob a acusação de “esquentar” as operações fraudulentas, fornecendo notas fiscais para encobrir o desvio dos recursos públicos.

A Procuradoria Geral de Justiça do Estado deve conceder coletiva para falar sobre as seis prisões já realizadas pela operação do Gaeco. O site do MInistério Público do Estado está fora do ar.

na Operação Poço Sem Fundo Ex-prefeita do Brejo do Piauí, Márcia Aparecida Pereira da Cruz [Foto: Reprodução/Facebook]

Comentários