Polícia

Policial militar é morto a tiros na frente do filho no Jóquei

O suspeito do crime é um policial militar do Maranhão, que foi preso após o crime
Fonte: Polícia Miliar | Editor: Alinny Maria 01/02/2019 19:31
Cabo Borges, morto na frente do filho Cabo Borges, morto na frente do filhoFoto: Arquivo pessoal

A discussão entre dois policiais militares terminou com um deles morto a tiros na tarde desta sexta-feira (1º) no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbena, próximo a escola Dom Barreto, no bairro Jóquei, na zona Leste de Teresina. A vítima é um cabo da Polícia Militar do Piauí identificado Samuel de Sousa Borges, de 30 anos, que foi morto com três tiros na frente do filho pequeno.

O suspeito do crime foi identificado como Francisco Ribeiro dos Santos, lotado no 11º Batalhão da PM de Timon (MA). Ele foi detido por populares e preso em flagrante. Revoltados, populares chegaram a agredir o suspeito.

Segundo informações preliminares, Samuel estava em uma motocicleta indo deixar o filho na escola quando houve uma briga de trânsito entre ele e o suspeito, que também trafegava em uma motocicleta. As duas motocicletas estavam sem placas e o filho de Samuel estava na garupa da moto.

Segundo um morador que diz ter testemunhado o fato, Samuel teria parado próximo ao Dom Barreto. “O pai do menino parou e se identificou como policial, pedindo para acabar a perseguição, pois parece que estava atrás dele. O outro mostrou duas armas e o policial que foi baleado também mostrou a arma. Foi quando os seguranças do Dom Barreto apareceram e pediram para que parassem com a briga. O pai do menino guardou a arma e o outro apontou uma para ele. A criança ficou gritando e o policial bandido ainda atirou”, disse um morador.

Uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas Samuel não resistiu e morreu no caminho ao hospital. De acordo com relatos de testemunhas, ao ver o policial do Maranhão sacar a arma, a criança pediu para não atirar em seu pai. A criança ficou em estado de choque e foi retirada imediatamente da cena do crime e levada para dentro da escola, onde recebe atendimento da equipe da escola.

Policial do Maranhão foi preso em flagrante (Policial Militar do Maranhão foi preso em flagrante após matar o policial militar do Piauí/Foto: Divulgação)

O delegado Willame Morais havia acabado de deixar a filha em uma escola da região quando foi chamado por populares sobre a informação de uma pessoa baleada. O policial Francisco Santos estaria com duas armas de fogo e estava frendo tentativa de linchamento quando o delegado Willame chegou e acionou o comando da Polícia Militar.

Samuel Borges trabalhava no Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRONE), mas atualmente estava trabalhando na vice-governadoria do Estado.

  • Samuel Borges, policial militar assassinado

(Samuel Borges, policial militar morto na frente do filho/ Foto: Arquivo pessoal)

Comentários