Polícia

Policiais do 5º BPM atiraram em pintor cinco dias da morte de Emily

O caso aconteceu na avenida João XXIII, zona Leste de Teresina, no dia 20 de dezembro
Fonte: Polícia Civil | Editor: Alinny Maria 04/01/2018 09:21
5º Batalhão de Polícia Militar, em Teresina 5º Batalhão de Polícia Militar, em TeresinaFoto: PM/PI

A Polícia Civil do Piauí revelou, nessa quarta-feira (3), que estava investigando uma abordagem dos policiais militares do 5º Batalhão ao pintor Gustavo de Oliveira Silva, de 22 anos, que foi baleado no abdômen pelos PMs. O caso aconteceu na avenida João XXIII, zona Leste de Teresina, no dia 20 de dezembro, cinco dias antes da morte da menina Emily Caetano, baleada por policiais do mesmo batalhão na noite do dia 25 de dezembro.

De acordo com o delegado Ademar Canabrava, do 12º Distrito Policial, o inquérito será encaminhado à Justiça nesta quinta-feira (4). O delegado conta que Gustavo estava em um posto de combustível ingerindo bebida alcoólica e quando foi embora bateu seu carro na bomba de gasolina. Gustavo achou que a batida não causou nenhum dano e seguiu seu rumo. O frentista do posto acionou a Polícia Militar, que iniciou uma perseguição e terminou com o jovem ferido com um disparo de arma de fogo.

Segundo o inquérito policial, três disparos atingiram o carro de Gustavo. O jovem foi levado para o Hospital do Satélite em seguida transferido para o Hospital de Urgência de Teresina, onde passou por cirurgia no intestino. A vítima não tem passagem pela polícia e os policiais teriam colocado uma arma no carro do pintor.

Comentários