Polícia

Polícia já sabe quem matou gari e a motivação do crime

Manoel era ex de Valéria que namorava Jorge, suspeito do homicídio
Fonte: PCPI/Delegacia de Homicídios | Editor: Paulo Pincel 21/02/2018 16:00
O gari foi morto pelas costas O gari foi morto pelas costasFoto: Divulgação

Menos de 12 horas depois do assassinato do gari Manoel Macedo de Sousa Silva, 21 anos, na noite de terça-feira (20), no conjunto Frei Damião, no bairro Alto da Ressureição, zona Sudeste de Teresina, polícia da Delegacia de Homicídio identificaram a autoria do homicídio e a motivação do crime.

O delegado Francisco das Chagas, o Barêtta, que coordena a Delegacia de Homicídios, adiantou que o primeiro nome do acusado é Jorge, que está sendo procurado pelas equipes da DH, e que o crime foi passional.

Manoel namorou Valéria, a “Ruiva”, durante um mês, tatuou o nome da amada nas costas, mas ela terminou o relacionamento e passou a sair com Jorge, principal suspeito do assassinato. Ontem à noite, pouco antes de ser executado com três tiros nas costas, Manoel esteve na casa de um amigo e fez ameaças contra o Jorge.

Segundo Barêtta, Manoel foi advertido por esse amigo de que Jorge andava sempre armado. Apesar de alertado, Manoel Silva decidiu tomar satisfação com o rival e acabou morto.

“Não há como alegar legítima defesa, pois foram três tiros pelas costas. Minutos antes do crime, a vítima teria ido à casa de um amigo dizer que ia matar o Jorge, mas acabou sendo morto em seguida. Um dos tiros acertou a tatuagem da vítima simbolizando o fim do amor deles”, adiantou o delegado.

O corpo a espera do IML
O corpo a espera do IML

Comentários