Polícia

Polícia apreende carnês, cartões do INSS e do Bolsa Família na casa de vereador do PSDB; ele é acusado de estelionato

Também foi encontrado laudos médicos de 74 beneficiários do INSS e cartões do Bolsa Família, entre outros documentos
Fonte: Polícia Civil | Editor: Alinny Maria 10/04/2019 14:29
Carnês do INSS encontrados na loja do vereador Carnês do INSS encontrados na loja do vereadorFoto: Divulgação/Polícia Civil

A polícia Civil do Piauí cumpriu, na manhã desta quarta-feira (10), mandados de busca e apreensão na casa e na loja do vereador do município de Valença, Raimundo Nonato Soares Lima, mais conhecido como Nonatin Soares, do PSDB, suspeito de praticar estelionato explorar idosos e outras pessoas carentes.

De acordo com a Polícia, na casa do vereador e de seu funcionário Miguel Fernandes. A polícia encontrou mais de 500 cartões de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) usados na suposta fraude.

A Polícia disse que o vereador e o funcionário estão sendo investigados por suposta prática do crime de estelionato ao exigir uma parte do pagamento de todos os "clientes" que conseguiam a aposentadoria ou algum tipo de auxílio do INSS. A cobrança era feita mediante de carnês e o pagamento realizado na própria residência do vereador ou no interior de sua loja, localizada no centro de Valença do Piauí.

Ao todo foram apreendidos 536 carnês de pagamento, exames médicos de 74 pacientes que recebiam os benefícios do INSS, além de notas promissórias, cópias de documentos pessoais, requerimentos dos benefícios, cartões do Bolsa Família, lista da contabilidade dos pagamentos e carteiras de trabalho, entre outros documentos.

A ação foi realizada pela Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia Regional de Elesbão Veloso, sob o comando do Delegado Paulo Gregório, e com apoio da Delegacia Regional de Inhuma.

As ações e as desconfianças contra o vereador são bem conhecidas em Valença e cidades vizinhas. A retenção de cartões de benefíciários do INSS e do Bolsa Família seria uma das prsticas do vereador pra ter votos.

Comentários