Política

Podemos terá candidato próprio ao governo, avisa senador

Álvaro Dias abraçou Wellington, mas descartou aliança com PT em 2018
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Allinny Maria 02/10/2017 15:27
Senador Álvaro Dias com o governador  Wellington Dias na Fiepi Senador Álvaro Dias com o governador Wellington Dias na FiepiFoto: Jorge Bastos

O Podemos escalou um timaço para vir ao Piauí avisar ao governador Wellington Dias que o partido terá candidato próprio ao governo no ano que vem, portanto, não vai apoiá-lo na campanha eleitoral de 2018.

Além da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, o senador Álvaro Dias e o ex-jogador Marcelinho Carioca foram ao evento na Federação das Indústrias do Estado do Piauí, organizado pelo deputado federal Silas Freire, que levou políticos de todos os partidos à sede da Fiepi no bairro Redenção, na zona Sul de Teresina, na manhã desta segunda-feira (2).

Segundo Renata Abreu, o Podemos mantém a pré-candidatura à Presidência, colocando-se como uma alternativa de poder em todos os Estados. “A nossa recomendação é que o partido tenha candidaturas majoritárias em todos os Estados, e para o Piauí, com certeza, mas buscando candidatos limpos, com história, que possam representar os anseios da população. Nós temos muita restrição com relação ao Partido dos Trabalhadores, mas obviamente nós temos também em qualquer partido pessoas boas e ruins, então isso vai ser avaliado", desconversou a presidente.

Wellington Dias também foi cauteloso com as palavras. “Eu tive o privilégio de conviver com Álvaro Dias e a minha posição é que temos que respeitar o partido, porque eles são livres e da minha parte eu quero estar sempre em diálogo com todos”, minimizou Wellington.

Governador Wellington Dias com o senador Álvaro Dias na Fiepi
Governador Wellington Dias com o senador Álvaro Dias na Fiepi

Álvaro Dias afirmou que o Podemos vai buscar seu caminho. “O governador entende isso, que temos que buscar o nosso caminho. Obviamente o Brasil oferece essa perspectiva de várias frentes e alternativas para que ele possa escolher bem e a democracia possibilita isso. É um gesto de grandeza do governador, que mesmo em campos opostos, ele respeita as opiniões divergentes... Não desejamos uma aliança com o PT, PT e Podemos são duas paralelas e paralelas não se encontram. O PT tem outro projeto, que fracassou e levou ao país a essa desgraça de crise social imensa, com uma crise econômica sem precedente. O caminho não é o PT. Certamente essa composição entre PT e Podemos não vai ocorrer”, descartou o senador.

Wellington Dias com Robert Rios
Wellington Dias com Robert Rios

Entre os presentes, o senador Elmano Ferrer (PMDB), deputados federais Átila Lira (PSB-PI) e Júlio César Lima (PSD-PI), deputados estaduais Evaldo Gomes (PTC), Júlio Arcoverde (PP) e Robert Rios (PDT) e o ex-ministro João Henrique Sousa.

O Podemos deve lançar a candidatura do ex-presidente da OAB-PI, advogado Norberto Campelo, a governador. Norberto ainda não é filiado ao Podemos, mas foi ao evento na Fiepi como convidado.

Wellington Dias com Silas Freire
Wellington Dias com Silas Freire (Fotos: Jorge Bastos)

Comentários