Geral

PMT reduz 19% dos gastos e perspectiva é retomar investimentos

Medidas foram tomadas desde o ano passado através do projeto Gestão Cidadã
Fonte: PMT | Editor: Redação 19/07/2017 16:10

O conjunto de ações adotadas pela Prefeitura de Teresina em todos os seus órgãos para reduzir gastos começa dar resultados. Nos primeiros cinco meses desse ano, foi contabilizada uma economia de R$ 25,3 milhões no custeio. Isso representa uma redução de 19% e permitirá, nesse segundo semestre, a possibilidade de retomar algumas ações e obras, como por exemplo, as que estão previstas no Orçamento Popular.


Desde o ano passado, a ordem é apertar o cinto. Com a crise, houve a redução dos repasses federais e queda na arrecadação. Isso fez com que o prefeito Firmino Filho adotasse uma política de cortes nos gastos. Trata-se do projeto Gestão Cidadã. As principais medidas foram reduzir gastos com aluguel, contratações de terceirizados, otimização das compras e contratos.


Na avaliação do prefeito Firmino Filho, a perspectiva é de que no final do segundo semestre algumas ações e obras financiadas com recurso próprio possam ser retomadas. "Nesse primeiro semestre um conjunto significativo de ações foram tomadas para fazer esse controle de gastos. Pouco a pouco essas medidas passam a dar resultados efetivos e nós acreditamos que até o final desse semestre, novembro ou outubro, nós estaremos colhendo o fruto desse trabalho. Teremos mais segurança na prestação e manutenção dos serviços da Prefeitura, como também a possibilidade de retomar as pequenas e médias obras que são do Orçamento Popular e emendas parlamentares", disse.


Outras medidas estão sendo estudadas com essa finalidade, como a troca das lâmpadas por LED, compra de energia elétrica no mercado alternativo e desligamento do abastecimento de água em praças públicas, além da adoção do sistema fotovoltaico ligado à rede, que é o sistema de energia solar.

Comentários