Política

PMDB não fará convenção extraordinária, garante deputado

João Mádison afirma que a maioria do PMDB quer manter aliança com PT
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alliny Maria 25/09/2017 11:10
João Mádison, Themístocles Filho e Wellington Dias João Mádison, Themístocles Filho e Wellington DiasFoto: Jorge Henrique Bastos/PK/CCom

O PMDB do Piauí vai reunir a Executiva, agora no mês de outubro, para deliberar sobre a realização ou não da convenção extraordinária em janeiro, que vai decidir o rumo do partido nas eleições de outubro de 2018.

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado João Mádison, afirmou que se depender da vontade dos seis deputados estaduais e do deputado federal Marcelo Castro, presidente do PMDB no Piauí, a convenção só vai acontecer em junho como stabelcer o calendário eleitoral, para definir as candidaturas majoritárias e proporcionais do partido nas eleições.

Os 480 convencionais decidirão no voto se mantém a aliança com o governador Wellington Dias, com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, candidato a vice-governador em 2018, como defende a maioria das lideranças do partido, ou se deixa o governo e lança candidatura própria a governador, como quer o vice-presidente do PMDB, João Henrique Sousa, que já disse vai respeitar a vontade dos convencionais, seja qual for o resultado.

João Mádison, Themístocles Filho e Wellington Dias
João Mádison com os virtuais candidatos a vice e a governador pela aliança PMDB/PT, Themístocles Filho e Wellington Dias

Comentários