Política

PMDB desiste de convenção extraordinária em janeiro

Duas convenção seriam desgastante, avaliaram as lideranças
Fonte: Paulo Pincel 02/10/2017 18:20
Reunião da Executiva do PMDB do Piauí Reunião da Executiva do PMDB do PiauíFoto: Reprodução

As principais lideranças do PMDB no Piauí estiveram reunidas na manhã desta segunda-feira (2), na sede do Diretório Estadual, no bairro São João, na zona Sudeste de Teresina, e decidiram que não haverá convenção extraordinária em janeiro, como pretendia o vice-presidente do partido, ex-ministro João Henrique Sousa. A convenção iria decidir se o PMDB lançaria ou não de candidato próprio a governador em 2018.

O PMDB vai realizar a convenção de junho, quando serão homologadas as candidaturas proporcionais e majoritárias do partido nas eleições de 7 de outubro de 2018. "Chegamos a um consenso de que seria um desgaste desnecessário para o partido a realização de uma convenção em janeiro e outra em julho, então ficou decidido após uma conversa muito tranquila que o ex-ministro João Henrique segue com seu plano de defesa de candidatura própria e que em julho a gente delibera sobre o lançamento de candidato a governo ou não", explicou o presidente do PMDB, deputado federal Marcelo Castro.

“Conversamos de forma muito respeitosa e ficou decidido que haverá convenção só em julho. Eu entendo que outra convenção traz uma despesa a mais para o partido, que é grande. Então vamos deixar para decidir só em julho mesmo", concordou João Henrique. "É mais provável que a tese de candidatura própria passe em julho, porque eu vou ter mais tempo de continuar lutando por isso e reforçando a Caravana Piauí em Movimento e daqui para lá o PMDB pode estar em uma crise que dificulte o processo de aliança com o governo".

Comentários