Brasil

Planos terão que cobrir oito medicamentos de combate ao câncer

Caso o convênio recuse, a multa prevista é de R$ 80 mil para cada negativa
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 17/01/2018 08:53
Câncer CâncerFoto: Vivo Mais Saudável

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualiza a lista de procedimentos obrigatoriamente cobertos por planos de saúde a cada dois anos. Dos 18 medicamentos incluídos no rol para 2018, oito são voltados para o câncer. Caso o convênio recuse, a multa prevista é de R$ 80 mil para cada negativa.

“Mesmo com algumas drogas importantes tendo ficado de fora, achamos a lista maior do que o esperado. Não estamos 100% felizes, mas estamos menos tristes”, afirmou o oncologista Gustavo Fernandes, diretor da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e chefe do Hospital Sírio-Libanês em Brasília.

O site 'Metrópoles' divulgou uma lista com os 8 medicamentos do ramo da oncologia que seu plano precisará cobrir neste ano:

1. CRIZOTINIBE:

Relacionado ao tratamento de câncer de pulmão.

2. DABRAFENIBE:

Voltado a pacientes adultos com melanoma irressecável ou metastático com mutação BRAF V600

3. ENZALUTAMIDA:

Relacionado ao câncer de próstrata

4. EVEROLIMO:

Para tumores localizados no estômago, intestino, pulmão ou pâncreas

5. AFATINIBE:

Voltado ao tratamento de câncer de pulmão avançado

6. RUXOLITINIBE:

Medicamento relacionado ao câncer no sangue, ou mielofibrose

7. IBRUTINIBE:

Relacionado a leucemia linfocítica

8. TRAMETINIBE:

Trata de melanoma não ressecável ou metastático com mutação BRAF V600

Comentários

Matérias Relacionadas