Política

Planos de Cargos e Salários da Adapi, Antares, Emater e Secult chegam à Assembleia Legislativa na próxima semana

Governo criou uma classe específica para quem tem mestrado e doutorado
Fonte: SeadPrev | Editor: Paulo Pincel 02/02/2018 09:22
Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí Plenário da Assembleia Legislativa do PiauíFoto: Paulo Pincel

O governador do Piauí, Wellington Dias, vai encaminhar aos deputados já na próxima semana, quando a Assembleia Legislativa retoma as atividades, os Planos de Cargos, Carreira e Salários de pelo menos quatro órgãos: Emater, Adapi, Fundação Antares e Secult. O PCCS do Iaspi também deve chegar nos próximos dias.

Os planos vão propor várias modificações, como a implantação de mais uma classe, com cinco padrões salariais, específica para quem tem mestrado e doutorado. Segundo a justificativa do governo, o objetivo é premiar quem se qualificou ao longo da carreira no serviço público.

Além do valor do vencimento do servidores, que será corrigido, foi estabelecido um percentual de gratificação para quem tem mestrado e doutorado, que varia de 30% a 50%, conforme a proposta.

Os servidores passam a ser avaliados a cada dois anos pela Escola de Governo e não mais pelo órgão onde presta serviço. As progressões na carreira, antes por tempo de serviço, passam a ser por produtividade.

Os PCCS vão corrigir distorções nas carreiras e nos salários de milhares de servidores, que vêm acumulando perdas há várias décadas. Muitos com mais de 30 anos de serviço ainda não alcançaram as últimas classe (III) e referência (E).

Comentários