Polícia

Piauiense morre vítima de bala perdida em assalto

Edivânia era de Massapê do Piauí e foi morta em Blumenau (SC)
Fonte: Com informações da imprensa local | Editor: Alinny Maria 15/03/2019 11:12
Edivânia Maria Oliveira Edivânia Maria OliveiraFoto: Arquivo pessoal

A piauiense Edivânia Maria Oliveira, 22 anos, morreu após ser vítima de bala perdida durante assalto a um carro-forte na tarde de ontem (14) no aeroporto regional no Vale do Itajaí, conhecido como Quero-Quero, em Blumenal (SC).

Edivânia é natural de Alegrete do Piauí, a 389 km de Teresina. No momento da ação criminosa, ela estava no refeitório da empresa onde trabalhava, do ramo têxtil, que fica ao lado do aeroporto. Funcionários da empresa relataram que eles estavam no refeitório no horário do lanche e de repente Edivania levantou, deu alguns passos e já caiu no chão inconsciente.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima foi atingida na região do abdômen. Ela foi levada ao Hospital Santa Isabel, onde chegou pouco antes das 16h. Porém, teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

O velório de Edivânia acontece em uma capela mortuária próxima à escola nº 1, no bairro Itoupava Central. A empresa fechou as portas hoje e liberou todos os funcionários para participar do velório. O corpo deve ser enterrado em sua terra natal, Massapê do Piauí.

O crime

Bandidos armados com fuzis teriam entrado no aeroporto de Blumenau por um hangar e acessado a pista onde estava o carro-forte e um avião que faz o transporte de dinheiro. O alvo dos criminosos eram três carros-fortes que abasteciam um avião com malotes de dinheiro. Os criminosos cometeram o roubo enquanto era feita essa baldeação, conforme a PM.

Após o roubo, os bandidos fugiram em direção a Massaranduba, Norte do estado de Santa Catarina.

Feridos

.Dois vigilantes da empresa Brinks também foram feridos. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas são Rodrigo Moser, 31 anos, e Eudes Antônio dos Santos, 41 anos. O primeiro foi levado ao Hospital Santo Antônio com um ferimento de arma de fogo em uma das pernas. Ele passou por cirurgia e não corre risco de morrer. O segundo foi levado ao Hospital Santa Isabel e passou por procedimento cirúrgico. Conforme o hospital, o quadro é estável.

Comentários