Esportes

Caminhada da Fraternidade terá passeio ciclístico

Este ano, o passeio ciclístico contará um percurso de 14km e uma nova rota
Fonte: Rafaela Fontenele | Editor: Da Redação 24/04/2019 17:18
Passeio Ciclístico Passeio CiclísticoFoto: Santaportal.com

Os amantes do ciclismo também vestirão a camisa da solidariedade em prol da 24ª Caminhada da Fraternidade. Neste domingo (28), acontecerá o III Passeio Ciclístico como parte das ações de divulgação do evento que este ano traz como tema "Abraço: nosso laço com o outro". A concentração será a partir das 6h30 no estacionamento da Ponte Estaiada. Para participar basta adquirir o kit no bazar da paróquia de Fátima, na zona leste da cidade, Rádio Pioneira, Centro Pastoral Paulo VI e demais paróquias da Arquidiocese de Teresina.

Este ano, o passeio ciclístico contará um percurso de 14km e uma nova rota. Os participantes seguirão pela Avenida Raul Lopes, passando pelo Parque Potycabana em direção à Avenida Cajuína. O trajeto segue até a Avenida Padre Humberto Pietrogrande, zona sudeste de Teresina, e em seguida os ciclísticas darão a volta para retornar ao ponto de partida no estacionamento da Ponte Estaiada.

Segundo um dos organizadores do passeio ciclístico, Carlos Oliveira, a expectativa é que mais pessoas participem da ação que tem como objetivo divulgar a Caminhada da Fraternidade que acontecerá este ano no dia 09 de junho. "Queremos chamar os teresenses não só para pedalar, mas principalmente para doar. A Caminhada é um gesto de amor e o nosso tema vem também para reforçar o nosso compromisso em abraçar e acolher nossos irmãos e suas necessidades de diferentes formas", pontuou.

A 24ª edição da Caminhada da Fraternidade acontecerá no dia 09 de junho e os voluntários seguem na organização dos preparativos. O evento de cunho social arrecada recursos para a realização das atividades da Ação Social Arquidiocesana, além de outras ações da cidade de Teresina. A venda dos kits beneficiam instituições, serviços e casas de apoio que abrigam pessoas com variadas carências, desde enfermidades a vítimas de violência e outros marginalizados pelas diferenças sociais.

Comentários

Apoio: