Educação

Parceria entre Seduc e SSP leva Salve Maria para escolas da rede estadual

A ideia é ampliar o debate sobre a violência contra a mulher no ambiente escolar.
Fonte: CCOM | Editor: Da Redação 07/03/2019 20:39
Reunião de trabalho Reunião de trabalhoFoto: CCOM

O secretário de Estado da Educação, Hélder Jacobina, recebeu, nesta quinta-feira (7), a visita da delegada Eugenia Villa, superintendente institucional da Secretaria de Segurança Pública (SSP), com objetivo de firmar parceria para levar o Aplicativo Salve Maria às escolas da rede estadual.

Segundo a delegada, a ideia é divulgar o aplicativo Salve Maria nas escolas. "Temos realizados várias ações para divulgar o aplicativo e faltava essa aproximação com as escolas. Nosso objetivo é fazer com que o Salve Maria fique mais perto das adolescentes. Vamos apresentá-lo, demonstrar como funciona e como ele pode e deve ser usado. Queremos também levar o debate sobre a violência contra a mulher nas mais diversas formas que ele pode acontecer como importunação sexual, vingança pornô e casos mais extremos como agressões físicas, estupro e o feminicídio", destaca.

O Secretário ressalta que a Seduc sempre se preocupa com a segurança de seus alunos e já desenvolve outros projetos visando à prevenção dos mais variados tipos de violência. "Temos parceria com o Ministério Publico e levamos projetos como Queremos Paz e Lei Maria da Penhas nas escolas; com a Polícia Militar, apoiando o Proerd, Mirim Cidadão; com a Polícia Civil, com o Papo com a PC e agora vamos levar o Salve Maria. Além da nossa companhia de policiamento escolar (CIPE) que sempre nos auxiliou em ocorrências de menor potencial ofensivo, como furtos e atos de vandalismo e outros danos materiais nas escolas, além de orientação educativa por meio de palestras", frisa.

A meta é que a parceria inicie ainda esse semestre nas escolas de Teresina. "Sempre iremos abraçar iniciativas que ajudem a prevenir e combater à violência, por meio do diálogo. Acreditamos que dessa forma podemos contribuir de forma mais efetiva e eficaz para promover a cultura de paz na escola e também na nossa sociedade", finaliza o secretário.

Comentários