Esportes

Palmeiras vence e sai na frente na briga pelo título paulista

Com o resultado, o time dirigido por Roger Machado precisa de um empate no jogo de volta, marcado para o próximo domingo (8)
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 01/04/2018 07:43
Foto FotoFoto: Reprodução

O Palmeiras saiu na frente na decisão do Campeonato Paulista. Em jogo com duas expulsões, dez cartões amarelos e um gol marcado logo no início do primeiro tempo pelo colombiano Miguel Borja, a equipe alviverde venceu o Corinthians por 1 a 0, neste sábado (31) no Itaquerão.

Com o resultado, o time dirigido por Roger Machado precisa de um empate no jogo de volta, marcado para o próximo domingo (8), no Allianz Parque, para quebrar um jejum de quase dez anos sem vencer o Estadual. A última vez que o clube foi campeão da competição -tem 22 títulos- foi em 2008, quando venceu a Ponte Preta.

Já o Corinthians necessita vencer por dois gols de diferença para levantar o caneco. Caso consiga uma vitória simples, o campeão será conhecido nas cobranças de pênaltis. A equipe alvinegra é a maior vencedora do torneio -possui 28 troféus.

Antes da decisão do próximo domingo, o Palmeiras enfrentará o Alianza Lima (PER), na terça-feira (3), às 21h30, no Allianz Parque, pela segunda rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores.

Já a equipe de Carille terá uma semana livre para trabalhar até a final. Assim, o treinador terá tempo para definir o substituto do meia-atacante Clayson, expulso após se envolver em confusão com Felipe Melo.

Romero, que começou no banco de reservas, é uma das opções. As outras opções são os meias Jadson, recuperado de uma lesão na coxa direita, e Pedrinho, que entrou durante a etapa complementar.

As opções do Palmeiras para substituir Felipe Melo, outro expulso, são Moisés e Thiago Santos. O primeiro entrou logo após a expulsão do volante no lugar de Borja, enquanto o segundo substituiu Bruno Henrique na etapa complementar.

O JOGO

Mesmo jogando em Itaquera, o Palmeiras não se intimidou e impôs seu ritmo, enquanto o Corinthians valorizava a posse de bola e procurava encontrar espaços para agredir o adversário.

Aos 6 minutos, a equipe alviverde abriu o placar. Em uma jogada ensaiada de escanteio, Dudu rolou para Lucas Lima, recebeu de volta e cruzou direto para o gol. A bola bateu no travessão e sobrou para Willian cruzar de primeiro na direção de Borja, que só empurrou para o gol.

O Corinthians não se abateu com o gol tomado e criou duas chances para empatar. Aos 9 minutos, Vital recebeu na entrada da área, cortou o marcador e finalizou para boa defesa de Jailson. Pouco depois, Sidcley passou para Rodriguinho, que limpou Bruno Henrique e encontrou Vital. O meia-atacante rolou para Clayson, que concluiu fraco no canto e Jailson defendeu.

A equipe alvinegra continuou em busca do empate, mas encontrava o rival bem postado, que procurava se defender e explorar o contra-ataque. O time palmeirense, porém, errava o último passe.

Quando o primeiro tempo caminhava para terminar empatado, o atacante Borja e o zagueiro Henrique se desentenderam na linha de fundo. Dudu apareceu e começou a discutir com o defensor. Na sequência, chegou Felipe Melo e outros jogadores corintianos, entre eles Clayson. Na confusão, Felipe Melo e o jogador corintiano foram expulsos.

No segundo tempo, Roger Machado voltou com Moisés no lugar de Borja, enquanto Carille optou por manter a mesma equipe.

Com Rodriguinho bem marcado e a equipe com dificuldades para criar, o treinador corintiano colocou Pedrinho no lugar de Mateus Vital e Romero na vaga do lateral Sidcley antes dos dez minutos. Assim, Maycon passou a atuar pelo lado esquerdo do sistema defensivo.

Com as substituições, principalmente com Pedrinho pelo lado direito do campo, o Corinthians melhorou, mas não criou lances de perigo. Na melhor delas, Rodriguinho concluiu da entrada da área e Jailson defendeu.

Roger Machado também fez outras duas alterações, mas por cansaço. Bruno Henrique e Victor Luís saíram para as entradas de Thiago Santos e Diogo Barbosa, que teve dificuldades para marcar Pedrinho.

O time continuou apostando nos contra-ataques puxados por Dudu. Em um deles, o camisa sete cruzou para Willian, que concluiu fraco e Cássio defendeu. Lucas Lima, que ajudava na marcação e prendia a bola para controlar a partida, teve uma boa atuação.

Com uma marcação forte e retraído em seu próprio campo, o Palmeiras conseguiu se segurar e garantiu a vitória por 1 a 0.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique, Sidcley (Romero); Gabriel, Maycon, Mateus Vital (Pedrinho), Rodriguinho; Clayson, Emerson Sheik (Danilo). T.: Fábio Carille

PALMEIRASJailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins, Victor Luís (Diogo Barbosa); Felipe Melo, Bruno Henrique (Thiago Santos), Lucas Lima; Dudu, Borja (Moisés), Willian. T.: Roger Machado Estádio: Itaquerão, em São PauloPúblico: 43.535 pagantes (total: 43.905)Renda: R$ 3.182.923,60Juiz: Leandro Bizzio MarinhoCartões amarelos: Henrique, Romero, Gabriel e Maycon (Corinthians); Willian, Borja, Lucas Lima, Bruno Henrique, Dudu e Thiago Santos (Palmeiras)Cartões vermelhos: Clayson (Corinthians); Felipe Melo (Palmeiras)Gol: Borja, aos 7min do primeiro tempo

Comentários

Matérias Relacionadas