Polícia

Pai que matou a filha de 2 anos chora e diz que está arrependido

Leonardo Daniel confessou o crime
Fonte: Redação Piauí Hoje 22/02/2018 11:22
Criança foi morta a facadas Criança foi morta a facadasFoto: Facebook

Em depoimento à polícia, Leonardo Irving Daniel da Silva, 23 anos, confessou ter matado a própria filha Nicolly Gabriele Daniel da Silva, apenas dois anos de idade, com sete golpes de faca nessa quarta-feira (21), em Pimenteiras, a 303 km de Teresina.

Ao delegado de Inhuma, Daniel Araújo, Leonardo disse que se arrependeu do que fez. O delegado contou que durante quase duas horas de depoimento o suspeito chorava bastante. A polícia vai pedir um exame para avaliar a saúde mental do suspeito.

Leonardo Daniel será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe. Ele está detido na Delegacia Regional de Valença. Segundo o delegado Daniel Araújo, o suspeito repetiu o tempo todo que em breve encontrará a filha e devido ao sentimento suicida, a segurança do preso foi reforçada. Ele será encaminhado ao sistema prisional.

Leonardo Daniel, pai da criança

Leonardo Daniel faz tratamento psiquiátrico desde a adolescência, mas disse que não segue as recomendações médicas. No ano passado ele disse que planejou a matar a esposa após descobrir uma suposta traição, e em seguida tiraria a própria vida, porém ele desistiu da ideia.

Atualmente o casal estava separado e a guarda da criança era compartilhada entre os dois. Ontem a criança estava na casa dos pais de Leonardo quando a mãe foi busca-la. Ao delegado Leonardo disse que houve uma discussão porque a ex-esposa não quis acompanhá-lo em uma consulta psiquiátrica, então ele pegou um punhal e disse que a ex-esposa teria que escolher ou a criança, ou eles dois.

A mulher saiu pedido ajuda pela vizinhança e a Polícia Militar foi acionada. Leonardo disse que deferiu sete facadas na menina que estava em seus braços ao avistar a viatura da polícia. Nicolly chegou a ser socorrida, mas faleceu no hospital da cidade vizinha, Valença.

Comentários