Polícia

Paciente denuncia abuso sexual em hospital

Caso aconteceu no Hospital Geral de Roraima (HGR), em Boa Vista
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 15/11/2018 16:16
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativaFoto: Reprodução

Uma jovem de 24 anos afirma ter sido vítima de abuso sexual por um técnico de enfermagem enquanto estava internada no Hospital Geral de Roraima (HGR), em Boa Vista. O caso foi denunciado quinta-feira (15) na Polícia Civil.

A paciente afirma que o assédio ocorreu entre 2h e 3h, o mesmo horário em que um integrante da quadrilha envolvida no assalto ao Banco do Brasil foi executado a tiros, na mesma ala onde estava a jovem.

"Depois da confusão dos tiros, ele veio, colocou a mão nos meus seios e depois colocou a mão na minha calcinha. Fiquei apavorada. Não tive reação na hora e fiquei com medo de reagir e ele fazer algo comigo", contou a vítima.

"Ele passou a mão por dentro do meu seio. E aí eu falei, não, eu acho que tem alguma coisa errada, ele não tá fazendo isso, ele pode estar mexendo nos eletrodos. E aí ele pegou e passou a mão por dentro da minha calcinha", relatou.

A jovem pediu para não ser identificada. Ela relatou que o técnico de enfermagem não a atendia, mas esteve no local horas antes, fez massagem nos pés dela e em seguida saiu.

A paciente ainda contou que o suspeito chegou a adicionar a jovem no Facebook e passou a olhar as fotos pessoais dela na rede social. "Ele entrava e saia da sala, entrava e saia, me observava", disse em entrevista à Rede Amazônica Roraima.

"Eu questionei uma moça que estava próxima nesse momento, acredito que era enfermeira. Falei que não tinha gostado, aí ela disse: 'Não, ele é assim mesmo, tá só brincando'. Pedi para ela não me deixar sozinha com ele", detalhou a jovem.

A direção do Hospital Geral de Roraima afirma que está tomando as providências necessárias para que a denúncia da paciente seja esclarecida. "O Hospital encaminhará relatório sobre o fato à Sesau [Secretaria Estadual de Saúde] para abertura de procedimento administrativo para apurar o ocorrido, a fim de que sejam tomadas todas as medidas cabíveis, conforme a legislação vigente", conclui a nota.

A vítima foi acompanhada da mãe até o 5º Distrito Policial, em Boa Vista, onde prestaram queixa. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Comentários