Polícia

Nova fase da Operação Escamoteamento cumpre 29 mandados

A 3° fase da Operação Escamoteamento foi deflagra hoje pelo GAECO
Fonte: GAECO | Editor: Alinny Maria 23/08/2018 08:20
  • Operação Escamoteamento
  • Operação Escamoteamento
  • Operação Escamoteamento
  • Operação Escamoteamento
  • Operação Escamoteamento

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado do Piauí (GAECO), deflagrou na manhã desta quinta-feira (23), a 3° fase da Operação Escamoteamento, que tem o objetivo de cumprir sete mandados de prisão preventiva, seis mandados de prisão temporária e 16 dezesseis buscas e apreensões.

A operação é um desdobramento da investigação iniciada em Cocal/PI e investiga o desvio de recursos públicos do município de Buriti dos Lopes/PI, onde algumas empresas e empresários da Serra da Ibiapaba no Ceará, juntamente com a participação de agentes públicos desviaram recursos públicos entre os anos de 2013 e 2016.

As ações ocorreram simultaneamente nos municípios de Viçosa do Ceará e Tianguá no estado Ceará e Parnaíba, Buriti dos Lopes e Teresina no estado do Piauí. Os mandados foram expedidos pela comarca judicial de Cocal-PI. Os suspeitos são acusados de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção passiva, dentre outros. Os crimes ocorriam principalmente em contratos fraudulentos entre prefeituras e empresas.

O Ministério Público do Piauí requereu o bloqueio no total de R$ 8.388.822,64 de bens dos investigados, valor este inicialmente detectado de prejuízo ao erário.

A operação conta com o apoio e participação no cumprimento dos mandados, da Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Piauí e Polícia Militar do Piauí, além do Ministério Público do Estado do Ceará.

Comentários