Municípios

OAB ajuíza ação contra policiais em suposta agressão a advogado

Fonte: OAB/PI | Editor: Da Redação 10/04/2017 16:31
Chico Lucas Chico LucasFoto: Divulgação

A OAB-PI ajuizou uma representação criminal no Ministério Público de União/PI, ao promotor José Marques Lages Neto, contra o Capitão Miguel Luz e os policiais militares envolvidos no caso do advogado Gleyson Carvalho, que foi vítima de agressão e preso no último dia 17 de março, no município.

Denúncias encaminhadas à OAB/PI de que houve conduta abusiva por parte dos militares contra o advogado no exercício de sua profissão foram responsáveis pela medida.

O presidente Chico Lucas afirma que a OAB-PI considera importante que as polícias cumpram seus papéis, mas tudo dentro da legalidade. “Queremos que os policiais envolvidos respondam criminalmente, por isso viemos a União para representá-lo junto ao Ministério Público por abuso de autoridade no caso”, asseverou o presidente da OAB-PI, Chico Lucas.

Entenda o caso

O advogado Gleyson Carvalho relatou à Seccional que foi tratado com hostilidade no Comando de Policiamento Ostensivo do Município pelo Capitão Luz que negou entregar o auto de apreensão do veículo de sua cliente. Após uma discussão, o Capitão Luz deu voz de prisão ao advogado e chamou os policiais presentes, também representados pela OAB-PI, para algemá-lo e conduzir o causídico para uma sala do quartel. Lá, Gleyson de Carvalho afirma ter permanecido por duas horas incomunicável e solicitando que fosse informado a um advogado para presenciar a ilegalidade da prisão, o que também lhe foi negado.

O advogado relatou à Seccional que, neste momento, passou a sofrer duras violações de sua honra e dignidade, até a chegada de outros advogados que pediram a soltura do colega de classe. Em seguida, a Juíza de Direito da Comarca de União-PI foi comunicada sobre o ocorrido e foi impetrado um habeas corpus em favor do denunciante, sendo concedida a ordem pela juíza.

Comentários