Esportes

Neymar pode pegar gancho de oito jogos por soco em torcedor

Neymar desabafou: "Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata"
Fonte: Globo Esporte | Editor: Paulo Pincel 29/04/2019 08:13
Neymar acerta um soco em torcedor Neymar acerta um soco em torcedorFoto: Reprodução

Pode custar mais um período de inatividade a Neymar o soco que deu no torcedor que provocou os jogadores do Paris Saint-Germainna cerimônia de premiação da final da Copa da França perdida para o Rennes, no sábado passado. Em reportagem publicada neste domingo, o jornal L'Equipe detalha os artigos disciplinares em que o craque pode ser enquadrado pela agressão. A punição deve ser de suspensão, variando de três a oito jogos. Bicampeão antecipado do Campeonato Francês, seu time só entra em campo mais cinco vezes até o fim da temporada.

De acordo com regras disciplinares da Federação de Futebol Francesa (FFF), a agressão de Neymar pode ser enquadrada de duas maneiras pela comissão disciplinar. O mais provável é que seja no Artigo 1-11, relativo a "golpe(s) voluntário(s) tentado(s), ação pela qual um jogador tenta atacar a integridade física de uma pessoa de maneira particularmente agressiva, contra um jogador, treinador, dirigente ou público". Nesse caso, a indicação é de cinco partidas de suspensão.

Após agressão a torcedor, Neymar desabafa: "Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata"

Mas Neymar também pode ser enquadrado no Artigo 1-13, "brutalidade(s) ou golpe(s) não causando dano ou resultando em dano atestado por médico, sem incapacidade temporária para o trabalho (ITT)". Seria "qualquer ação violenta de um jogador, prejudicando a integridade física da vítima ". Nesse caso, a suspensão seria de oito partidas.

Como o soco parece um golpe muito leve pelas imagens e foi reação a uma provocação, a comissão deve enquadrar Neymar no Artigo 1-11, segundo os especialistas que analisaram o caso para a reportagem do L'Equipe. Assim, a suspensão seria de cinco jogos, com redução pelo atenuante para três ou quatro partidas.

A comissão disciplinar se reúne na quinta-feira que vem, mas não necessariamente vai julgar o caso de Neymar e a expulsão de Mbappé ao fim da prorrogação. Mas, segundo o jornal francês, o PSG deve pedir para que os casos sejam avaliados nesta semana, para que os dois se livrem logo da pena na atual temporada, em partidas que nada valem. A próxima partida do time é nesta terça-feira, contra Montpellier, fora de casa.

Comentários