Saúde

Médicos da FMS realizam greve de advertência em Teresina

Somente os casos de urgência e emergência estão sendo atendidos
Fonte: Simepi 02/05/2018 09:39
Fundação Municipal de Saúde Fundação Municipal de SaúdeFoto: Divulgação

Os hospitais municipais de Teresina estão atendendo apenas os casos de urgência e emergência nesta quarta-feira (2). O médicos efetivos da Fundação Municipal de Saúde (FMS) realizam hoje uma greve de advertência por melhores condições de trabalho e de salários. O presidente do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), Samuel Rêgo, explica que a categoria cobra um reajuste salarial prometido há três anos pelo prefeito Firmino Filho. Os serviços eletivos - consultas, exames e cirurgias – que estavam marcados para hoje serão remarcados para outras datas.

“O que está motivando essa paralisação é exatamente a saúde de Teresina, que não está sendo tratada com prioridade. A categoria médica já está há 3 anos sem ter aumento apesar do prefeito (Firmino Filho) ter prometido em campanha estar implementando o piso da categoria”, reclama Samuel Rêgo.

“Os médicos sequer tem tempo de ir ao banheiro. Por conta dessa alta demanda, os pacientes muitas vezes chateados agridem esses médicos; que não têm segurança. É absurdo”, acrescentou o presidente.

Comentários