Geral

Matrículas no Piauí cresce enquanto outros estados registram queda

O Piauí registrou um aumento de 106.228 alunos para 119.249, incluindo os alunos Educação Profissional.
Fonte: CCOM | Editor: Redação 26/12/2017 16:02
Deputada federal Rejane Dias (PT-PI) Deputada federal Rejane Dias (PT-PI)Foto: Assessoria

Na contramão do país, o Piauí registrou aumento no número de matrículas na Rede Pública Estadual. No Brasil, de acordo com o Censo Escolar da Educação Básica 2017, realizado pelo Ministério da Educação, o número de alunos matriculados no Ensino Médio caiu 2,9% em relação a 2016, com 6.878.762 matrículas no ano passado para 6.682.515 neste ano. O Piauí registrou um aumento de 106.228 alunos para 119.249, incluindo os alunos Educação Profissional.

“Se isolarmos ainda o número de matrículas apenas da Educação Profissional, também crescemos. Saímos de 26.396 alunos em 2016 para 38.052 em 2017”, esclarece a secretária da Educação, Rejane Dias. “Em 2014, antes de assumir a pasta, o Estado matriculou 231.730 alunos. Nesse ano de 2017 tivemos o total de 322.989 alunos matriculados. Se compararmos, aumentamos esse número em 39,4%”, comemora.

Enquanto o restante do Brasil aumentou apenas 4% o número de matrículas na Educação de Jovens e Adultos (EJA), de 2016 para 2017, o estado do Piauí se destacou e cresceu 33% na modalidade. Dados do Censo Escolar da Educação Básica 2017 apontam que, no Brasil, o número subiu de 2.811.939 para 2.928.958 em 2017. No Piauí, o número saiu de 100 mil alunos em 2016 para 125.259 em 2017, de acordo com dados do iSeduc, sistema desenvolvido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) que informatiza os dados da educação do Estado que são enviados para o censo.

Segundo a diretora da EJA na Seduc, Conceição Andrade, a secretaria deu uma nova roupagem à educação com ferramentas de incentivo à permanência desses alunos no processo de alfabetização dentro das escolas. “Antes, a alfabetização de jovens e adultos era feita através de programas isolados, com aulas em associações e outras instituições. A Seduc, por sua vez, trouxe essas pessoas para dentro das escolas, estabeleceu vínculos e garantiu a eles todos os direitos que tem os estudantes do ensino regular, como merenda, transporte escolar, dentre outros", afirma.

Matrículas Online

A Seduc utiliza um sistema que possibilita que o processo de matrículas dos novos estudantes da rede pública seja feito de forma online. Essa moderna ferramenta permitiu aos pais e responsáveis legais efetuarem a matrícula de forma virtual, por meio de computadores, tablets ou celulares - bastando apenas estar conectados à internet, em casa ou em qualquer outro local.

E para as pessoas que não têm acesso a esses recursos, a Seduc disponibiliza a estrutura física das escolas da rede, colocando à disposição computadores e servidores para orientar o processo de matrícula. Para os estudantes que desejam continuar na mesma Unidade de Ensino onde estudaram no ano anterior, o Portal da Matricula Online realiza automaticamente o procedimento.

“Com o processo de matricula online, a Seduc conseguiu acabar com as enormes filas que se formavam nas calçadas dos grandes colégios estaduais, tanto na capital quanto no interior. Nas escolas em que o número de inscritos ultrapassa o número de vagas realizamos testes seletivos. Um processo muito democrático e que garante que todos tenham as mesmas condições de acesso às escolas públicas estaduais”, explica Ana Rejane Barros, diretora da Unidade de Gestão e Inspeção da secretaria.

Investimentos

Aplicando recursos do Tesouro Estadual e utilizando verbas provenientes de contratos com o governo federal, a gestão do governador Wellington Dias entregou à população piauiense, de 2015 até agora, 281 escolas totalmente reformadas e ampliadas. Um investimento que ultrapassa R$ 135 milhões.

Fazendo mais investimentos na infraestrutura escolar, a Seduc já adquiriu cerca de R$ 70 milhões em equipamentos, de 2015 até agora, que têm feito muita diferença nas escolas. De fogões industriais, refrigeradores duplex, freezers horizontais, armários, ventiladores, splits, kit aluno (material escolar) e tablets a lousas interativas digitais e câmeras de vídeo para o Canal Educação, a Seduc vem modernizando o ambiente escolar.

Pacto pela aprendizagem

A Seduc implantou o Pacto pela Aprendizagem que consiste em um conjunto de ações de curto, médio e longo prazo, trabalhando com a perspectiva de melhorar o cenário da educação e todos os indicadores de aprendizagem.

Por meio do Pacto são desenvolvidos vários projetos como Mais Matemática, novo Mais Educação, Escola Leitora, Jovem de Futuro e Poupança Jovem.

“O Poupança Jovem é um programa de incentivo educacional direcionado aos alunos do Ensino Médio dos municípios que apresentam as maiores taxas de extrema pobreza. Para receber a bolsa incentivo, os alunos da rede cadastrados no programa devem ser aprovados ao final de cada série do Ensino Médio. Esse ano, 15 mil estudantes foram atendidos e a previsão é que a Seduc pague quase 6 milhões em bolsas”, afirma a secretária Rejane Dias.

Pré-Enem

Ações que preparam e motivam estudantes para Ensino Superior também têm feito aumentar a procura pelas escolas da rede pública. Cerca de 100 mil estudantes do Piauí e Maranhão têm se beneficiado do Pré-Enem Seduc, programa criado com o intuito de ajudar os alunos a revisar os conteúdos das disciplinas cobradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em 2017 foram realizadas seis grandes revisões em Teresina, que atenderam milhares de alunos de todo o Estado, por meio de transmissões ao vivo pelo Canal Educação, TV aberta e rádios. No interior foram realizadas 17 revisões que beneficiaram mais de 15 mil alunos.

“Tudo isso é resultado de um esforço coletivo empreendido pelo governo do Piauí na área da educação pública, e demonstra que estamos avançando no caminho certa para ofertar aos estudantes piauienses uma educação cada vez melhor. Esses são alguns dos motivos pelos quais tem crescido a procura pelos colégios estaduais", afirma Secretária Rejane Dias.

Comentários