Geral

Maternidade nega que bebês morreram por calor na UTI

A vereadora Teresa Britto denunciou que os bebês morreram devido a alta temperatura na UTI Neonatal
Fonte: Maternidade Dona Evangelina Rosa | Editor: Alinny Maria 27/10/2017 10:29
Maternidade Dona Evangelina Rosa Maternidade Dona Evangelina RosaFoto: Francisco Gilásio

O Ministério Público do Piauí está investigando uma denúncia protocolada pela vereadora Teresa Britto (PV) em que dois bebês teriam morrido na UTI neonatal da Maternidade Dona Evangelina Rosa devido a altas temperaturas.

Em nota, a Maternidade Dona Evangelina Rosa diz que as declarações feitas pela vereadora não procedem. A maternidade esclareceu que quando ocorre um óbito, o Comitê de Investigação de Óbitos da Maternidade é acionado para que seja apresentada a causa da morte, em qualquer circunstância do evento. Portanto, a declaração da vereadora não condiz com a realidade e sem respaldo médico e científico para as denúncias citadas.

A Maternidade disse ainda que as Unidades de Terapia Intensiva e de Cuidados Intermediários Neonatal são climatizadas, com monitoramento constante da temperatura, evitando inclusive que o ambiente esteja muito frio ou muito aquecido.

Vereador Deolindo Moura (PT)

Durante sessão plenária na Câmara Municipal de Teresina nessa quinta-feira (26), o vereador Deolindo Moura (PT), classificou como caluniosa e sem fundamento a denúncia de que bebês morreram na Maternidade Dona Evangelina Rosa em decorrência do calor.

“Eu trago esse assunto hoje e cito a nota da maternidade para dizer que não convém esse vale tudo por questões políticas. Isso é desnecessário. O que nós precisamos e devemos é buscar soluções para os problemas. Volto a dizer: a crítica pela crítica não compensa. É necessário ter responsabilidade com as palavras e não tratar de algo tão sério sem laudos médicos ou científicos”, diz.

Deolindo Moura ainda afirma que as críticas inverídicas que repercutem na imprensa atrapalham o trabalho dos profissionais. “Nós não podemos jogar pedras em quem está trabalhando. Uma pessoa da administração do hospital me pediu que não deixássemos desmoralizar o trabalho daqueles que se esforçam diariamente e este é o pedido que trago para nossos colegas vereadores”, finaliza.

O Ministério Público solicitou o encaminhamento de esclarecimentos técnicos a respeito da morte dos bebês e vai pedir ao Comitê de Investigação de Óbitos da Maternidade as causas dos óbitos das crianças.

Comentários