Geral

Margarete conhece Pedra do Castelo e destaca compromisso do governo com o turismo

O local atrai o turismo religioso, ecológico, científico e de aventura.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 17/11/2017 11:03
Condutor apresenta Salão dos Anjos na Pedra do Castelo Condutor apresenta Salão dos Anjos na Pedra do CasteloFoto: Benonias Cardoso

Com ricas potencialidades o Piauí conta com a ajuda da natureza na formação de cenários deslumbrantes e promissores para um desenvolvimento sustentável. No Território dos Carnaubais, a vice-governadora Margarete Coelho conheceu, no fim de semana passado, pela primeira vez, a Pedra do Castelo, um dos sítios arqueológicos situados no município de Castelo do Piauí, que fica a 190 km de Teresina. O local de rara beleza natural, com inscrições pré-históricas, atrai o turismo religioso, ecológico, científico e de aventura.

Os responsáveis pela condução do passeio, os guias Augusto Júnior e Francisco Carlinos, apresentaram para a vice-governadora e comitiva a história do abrigo dos homens primitivos e de tribos indígenas, primeiros habitantes da área de 246 hectares, conhecido atualmente como Parque Municipal da Pedra do Castelo. Com olhos e ouvidos atentos, Margarete Coelho conheceu um pouco mais sobre o ponto turístico, que é formado por salões conhecidos popularmente como salão dos ex-votos, salão do vaqueiro, salão de orações, salão dos anjos e salão da biblioteca

O guia Carlinos explicou a história de Nossa Senhora das Mercês. A santa milagrosa, encontrada no interior da pedra, foi levada para igreja do povoado, teimava em voltar ao salão de orações, o qual é motivo até hoje de mistério e várias lendas folclóricas. As cavernas internas do Castelo foram transformadas em santuários, destinos de romarias e orações, celebradas com maior fervor na sexta-feira da Semana Santa e no dia 2 de novembro de todo ano.

A reserva natural com visitação livre atende às expectativas de todos os públicos. São mais de 50 sítios arqueológicos catalogados com cerca de 10 atrativos turísticos. Os turistas aventureiros e amantes podem desfrutar de trilhas ecológicas, ideal para a prática de esportes de aventura, da Cachoeira das Arraias e do Cânion do Poti, onde possibilita realizar a tirolesa e rapel.

Segundo o condutor Alberto Júnior, presidente da Associação de Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo do Piauí (Condatur), são necessárias melhores condições de infraestrutura para impulsionar o turismo. “Conduzo grupos desde ano 2002, de diversos estados, como São Paulo e Minas Gerais. Este ano, por exemplo, já conduzi grupos até de fora do Brasil porque os nossos atrativos são de rara beleza. O que falta é um olhar carinhoso com a perspectiva de fomentar essa atividade na região”, explicou Alberto.

Na ocasião, o secretário municipal de Turismo e Cultura, Anderson Lima, que também acompanhou o passeio demonstrou satisfação com a visita da vice-governadora e comitiva. “Estamos sempre abertos a receber visitas ilustres e da população de um modo geral. Temos uma visitação bastante representativa, inclusive, chega a vir pessoas de outros estados que conhecem esse cenário por meio de mídias espontâneas. Entretanto, precisamos estabelecer normas para controlar melhor o acesso aos sítios arqueológicos e sensibilizar as famílias que moram em meio às riquezas. É preciso conscientizar a todos sobre os cuidados para preservação do local”, salientou o gestor que acrescentou: “Cerca de 5 mil pessoas visitam os salões de pedras todos os anos com exceção do período das procissões do calendário religioso como a época da sexta-feira da Semana Santa”.

A vice-governadora destacou a necessidade da parceria dos municípios com o governo estadual e federal para que possam ser realizadas ações a curto, médio e longo prazo. “Neste pedaço do Piauí, vê-se o quanto a natureza é generosa conosco. Apesar da vegetação mista, a caatinga predomina a beleza deslumbrante desse local que tem várias formações rochosas. Esse é mais um patrimônio do Piauí que está à disposição de todos os piauienses e precisamos cuidar. É compromisso do Governo do Estado impulsionar o turístico ecológico e movimentar a economia desse território”, pontuou Margarete Coelho.

Comentários