Política

Marcelo Castro elege como prioridade a saúde pública

O candidato ao Senado ressaltou que deu início ao processo de descentralização da saúde no Piauí
Fonte: redacao@piauihoje.com 29/08/2018 11:56
Candidato Marcelo Castro (MDB) Candidato Marcelo Castro (MDB)Foto: Divulgação

A defesa da melhoria da saúde pública é a principal bandeira de campanha do deputado federal Marcelo Castro, candidato do MDB ao Senado. Durante sabatina a um programa de TV local, Marcelo Castro ressaltou que deu início ao processo de descentralização da saúde no Piauí e que duplicou os recursos destinados à saúde pública no estado quando esteve à frente da pasta, no Governo Dilma Rousseff.

“Logo que assumi o Ministério da Saúde, fiz reuniões com os técnicos de lá e os técnicos da Secretaria de Saúde do Piauí e fizemos um planejamento para melhorar a saúde pública do Piauí. E em primeiro lugar promovemos a descentralização da saúde, concentrada em Teresina”, detalhou.

O trabalho foi iniciado pelo município de Parnaíba, segunda maior cidade do Piauí, que teve recursos da ordem de R$ 15 milhões investidos em sua rede de saúde pública, com melhorias no atendimento de urgência e emergência, ampliação do número de leitos de UTI e oferta de tratamento contra o câncer, antes restrito a Teresina.

“O incremento do atendimento de média e alta complexidades, especialmente de urgência e emergência, em cidades como Parnaíba, Picos, Piripiri, Oeiras, Bom Jesus e São Raimundo Nonato possibilitará a redução da sobrecarga da rede de saúde de Teresina e a oferta de um melhor serviço à população”, declarou. “Você imagine alguém que vive em Avelino Lopes e precisa de tratamento contra o câncer. Hoje, ela tem de morar em Teresina. Com a descentralização, ele poderá fazer seu tratamento em Bom Jesus, morando em Avelino”, exemplificou o candidato.

Marcelo Castro também lembrou que à frente do MS ampliou o custeio da saúde no Piauí em 202 milhões de Reais ao ano. Apenas o Hospital de Urgências de Teresina (HUT) passou a receber 60 milhões de Reais a mais por ano.

Ainda durante a sabatina, o candidato emedebista apresentou outras propostas, como a destinação de royalties oriundos da exploração de energia limpa (eólica e solar), tal como fez em relação à luta pela redivisão dos royalties do petróleo explorado na camada pré-sal, quando foi autor de Emenda Constitucional com essa finalidade.

Histórico

Marcelo também fez uma apanhado de suas principais experiências na vida pública, como o período em que dirigiu o Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí (Iapep), a relatoria da Reforma Política, o enfrentamento à inédita epidemia do Zika Vírus enquanto ministro, e o impulsionamento ao desenvolvimento do Cerrado piauiense quando esteve à frente da Secretaria Estadual de Agricultura.

Comentários