Cidade

Mais de R$ 6 mi foram gastos em medicação para Atenção Básica de Saúde

Maior parte dos medicamentos com maior demanda são voltados para uso em pacientes com hipertensão e diabetes
Fonte: Prefeitura de Teresina | Editor: Redação 29/12/2017 13:41
Hipertensão HipertensãoFoto: Divulgação

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) gastou R$ 6.454.796, 28 em medicamentos para atendimento das Unidades Básicas de Saúde em 2017. O valor corresponde a 77,8% do estimado para utilização em aquisição de medicamentos e insumos com recurso tripartite (Federal, Estadual e Municipal) anual. Dentre os medicamentos com maior demanda disponibilizados pela FMS estão Losartana Potássica 50 mg, Enalapril 10 mg, Hidroclorotiazida 25 mg, Metformina 850 mg, Glibenclamida 5 mg, Sinvastatina 20 mg e Ácido Acetilsalicílico 100 mg.

“A maior parte dos medicamentos com maior demanda são voltados para uso em pacientes com hipertensão e diabetes”, explica Juliana Lima Nascimento, gerente de Assistência Farmacêutica da FMS.

Todos os medicamentos adquiridos e distribuídos são gerenciados pela Assistência Farmacêutica, que compreende um conjunto de ações desenvolvidas pelo farmacêutico e outros profissionais de saúde, voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto no nível individual como coletivo, tendo o medicamento como insumo essencial e visando o acesso e o seu uso racional. Envolve a pesquisa, o desenvolvimento e a produção de medicamentos e insumos, bem como a sua seleção, programação, aquisição, distribuição, dispensação, garantia da qualidade dos produtos e serviços, acompanhamento e avaliação de sua utilização, na perspectiva da obtenção de resultados concretos e da melhoria da qualidade de vida da população.

Todo medicamento deve ter garantido sua qualidade desde a fabricação até a chegada do produto ao usuário e seu uso deverá ser realizado de forma racional. Por meio de um planejamento eficiente e adequado e a partir do cumprimento eficaz de todas as etapas do Ciclo da Assistência Farmacêutica objetiva-se a estruturação e qualificação dos serviços da Assistência Farmacêutica no âmbito da Fundação Municipal de Saúde.

Em 2017 a Gerência de Assistência Farmacêutica da FMS distribuiu 40 computadores recebidos pelo Ministério da Saúde às Unidades Básicas de Saúde para planejamento das atividades nas Farmácias das Unidades e posterior implantação do sistema informatizado.

Com a reestruturação da FMS todos os protocolos que envolvem a organização da Assistência Farmacêutica sofreram uma nova padronização. Houve a unificação dos processos licitatórios de aquisição de medicamentos e materiais médico-hospitalares do órgão para atendimento da Rede de Atenção Básica e Hospitalar, permitindo melhores preços e negociações na aquisição dos insumos para atendimento da Rede de Saúde de Teresina.

No ano de 2017 também houve a reorganização da distribuição dos medicamentos de Tuberculose e Hanseníase, com maior agilidade no atendimento aos pacientes assistidos nas UBS, diminuindo o tempo de início do tratamento dos pacientes e garantindo a distribuição em tempo hábil de todo o tratamento; através da implantação de planilhas de acompanhamento em sistema online, permitindo o acompanhamento em tempo real de cada paciente pela Gerência de Farmácia e Núcleo de Epidemiologia, responsável pelas notificações dos usuários.

Comentários