Política Nacional

Mais de 4 mil caravanas saem rumo a Porto Alegre em defesa de Lula

Ao total, são mais de quatro mil ônibus que se somam aos movimentos de Porto Alegre e do Sul do país.
Fonte: Mídia Ninja | Editor: Redação 22/01/2018 09:19
Adriana Margutti, da Secretaria Agrária Nacional do PT Adriana Margutti, da Secretaria Agrária Nacional do PTFoto: Mídia NINJA

Neste momento, diversas caravanas saem de todas as partes do País rumo a Porto Alegre para um grande ato em defesa do ex-presidente Lula. Ao total, são mais de quatro mil ônibus que se somam aos movimentos de Porto Alegre e do Sul do país.

A primeira a sair, na manhã de sábado (20), se chama Caravana da Terra, e está sendo acompanhada de dentro pelos jornalistas da Mídia NINJA. Organizada pela Secretaria Agrária Nacional do Partido dos Trabalhadores, partiu de Brasília e passará por quatro estados até seu destino final. No caminho, paradas em assentamentos da Reforma Agrária para a fundação de comitês locais em defesa do ex-presidente Lula se candidatar.

A caravana é formada por militantes dedicados à diferentes temáticas. Pessoas ligadas à luta da terra, contra o machismo, o racismo, a homofobia e demais intolerâncias. Em comum, a dignidade obtida desde o início dos governos democráticos e populares iniciados em 2003 com a chegada de Luís Inácio Lula da Silva à Presidência da República.

Ao todo serão 4.500Km em cinco dias, passando por Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Santa Catarina até sua chegada ao Rio Grande do Sul. Em cada parada, a oportunidade de ter contato com a transformação social proporcionada por políticas públicas de fomento à democratização do acesso à terra.

“Não se persegue Lula. Persegue-se o seu legado, a sua ousadia em tornar o Brasil uma nação independente e ciente de suas possibilidades. Por isso a profusão de caravanas seguindo neste exato momento para Porto Alegre.”, afirma Renato Cortez, um dos ativistas na van e colaborador da Mídia NINJA. “Os governos democráticos e populares inaugurados em 2003 significaram o rompimento com este arranjo excludente, com o objetivo declarado de incluir os mais de 200 milhões de brasileiras e brasileiros no conjunto da sociedade. E Luís Inácio Lula da Silva é a cara associada à esta transformação social.”

Daí se explica a firmeza na defesa de seu legado. Em cada caravana, um pedacinho deste Brasil que recuperou a sua dignidade com Lula. E são milhares delas.

Adriana Margutti é da Secretaria Agrária Nacional e está ajudando na organização da Caravana da Terra. “Além de fundar comitês em defesa de Lula e da Democracia ao longo do caminho, nós também queremos mostrar às companheiras e companheiros que existe unidade e organicidade na luta”, afirmou. Ela continuou: “esta oportunidade de visitar assentamentos da reforma agrária renova a esperança. Afinal, sua cabeça (e coração) estão onde seus pés pisam”, arrematou.

Comentários

Matérias Relacionadas