Cidade

“Mãe Teresinense” realiza primeiro atendimento em Teresina

O programa garante o deslocamento da mãe e seu filho recém-nascido da maternidade para casa após a alta hospitalar
Fonte: Ascom PMT | Editor: Da Redação 28/09/2017 16:27
“Mãe Teresinense” “Mãe Teresinense”Foto: Ascom PMT

A manhã desta quinta-feira (28) foi de muito amor e alegria para Denise dos Anjos, de 31 anos. Ela, que sempre sonhou em ser mãe, deu à luz ao pequeno Luís Brenno, no último domingo (24), na Maternidade Municipal Dr. Ursulino de Sousa Martins, no bairro Buenos Aires, zona Norte de Teresina. E nos primeiros dias de vida de um bebê, muitas preocupações afligem as mamães. Porém, Denise teve uma preocupação a menos: a volta pra casa.

Isso porque Denise foi a primeira mamãe atendida pelo “Mãe Teresinense”. O programa, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), é uma ação de atenção integral e intersetorial de proteção às gestantes e seus filhos recém-nascidos, usuários dos serviços da Assistência Social, Saúde e de políticas para as mulheres. O programa visa também garantir o deslocamento da mãe e seu filho recém-nascido da maternidade para a residência, após a alta hospitalar.

Denise dos Anjos conta que não possuía condições para se deslocar para a casa, que fica no Parque Alvorada. “O serviço veio em um momento muito bom, ajuda muito as pessoas mais simples, que não possuem condições de pagar um transporte e voltar para casa com mais conforto. E mais feliz ainda pelo meu bebê estar inaugurando este serviço”, declarou a mamãe, empolgada com a volta ao lar.

O programa faz parte das políticas municipais de assistência social e é realizado em parceria com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), visando garantir uma maior atenção às gestantes, promovendo qualidade de vida e cidadania para mulheres grávidas em situação de vulnerabilidade social e de renda.

"Sabemos que dar o melhor para as nossas crianças é também cuidar de Teresina. Elas são o nosso futuro. E o programa fortalece o Plano Municipal da Primeira Infância. Queremos garantir para as nossas famílias o acesso a mais benefícios que melhorem as perspectivas de vida das famílias”, afirmou o secretário da SEMCASPI, Samuel Silveira.

Como ter acesso ao serviço

Para utilizar o “Mãe Teresinense” a mulher deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima à sua residência, trabalho ou escola e realizar o teste de gravidez. Se a gestação for confirmada, imediatamente é iniciado o pré-natal na Unidade Básica de Saúde (UBS).

Em seguida, a mãe é encaminhada a procurar o CRAS para ser feito o cadastro no Mãe Teresinense (mediante os critérios de renda per capita de 1/4 do salário-mínimo e estar inserida no Cadastro Único) e ser inserida no Serviço de Proteção e Atendimento Integral a Família (PAIF) e nas ações da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres. No CRAS, a gestante receberá um documento de concessão do Serviço de Transporte do Mãe Teresinense para ser entregue no Setor de Serviço Social da maternidade no dia do parto. Após o parto, a gestante e o bebê são atendidos com o deslocamento da maternidade para sua residência.

Comentários