Política

Lula vence com folga também na pesquisa espontanea

O ex-presidente obteve 46,79% das intenções, segundo o Instituto Amostragem
Fonte: MN/Amostragem | Editor: Paulo Pincel 21/02/2018 11:00
Lula nos braços do povo brasileiro Lula nos braços do povo brasileiroFoto: Reprodução

O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, também venceria as eleições para Presidência no Piauí, segundo a pesquisa espontânea do Instituto Amostragem, com 46,79%.

O nome de Lula foi lembrado espontaneamente pelos eleitores entrevistados pela pesquisa, seguido de Jair Bolsonaro, com 5,72% das intenções de voto; Ciro Gomes (1,23%); Marina Silva (0,88%); Geraldo Alckmin (0,79%); Álvaro Dias (0,44%); Fernando Collor (0,18%); Michel Temer (0,18%); João Dória (0,26%); Dilma Roussef (0,79%); Aécio Neves (0,18%); Cristóvam Buarque (0,18%), Fernando Haddad (0,09%); Tiririca (0,09%) e Robert Rios (0,09%).

O Instituto Amostragem aponta que 35% dos eleitores ainda não sabem ou não quiseram opinar sobre em quem vão votar para presidente. Outros 7,12% dos eleitores ouvidos pela pesquisa prometeram votar nulo ou em branco para a Presidência.

Transferência de voto

Outro dado que impressiona é a capacidade de Lula de transferir votos. Segundo o Amostragem, 83,67% dos eleitores do Piauí votariam, com certeza, em um candidato indicado pelo ex-presidente Lula, contra 4,05% que não votariam. Outros 11,74% disseram que depende do nome do indicado por Lula. E menos de 1% - 0,54% dos eleitores - afirmaram que não sabem ou não querem opinar sobre a transferência de votos

PT é o preferido

Segundo o Amostragem, 37,73% dos eleitores ouvidos têm o PT como partido de sua preferência, enquanto 33,07% disseram que não têm preferência por partido nenhum. Outros 16,97% não souberam ou não quiseram opinar. Os partidos da preferência dos piauienses são PSDB (5,45%), PTB (1,67%), MDB (1,41%), PSol (1,23%), DEM (0,70%), PDT (0,62%); PSD (0,44%); Progressistas (0,35%); PSTU (0,26%) e PCdoB (0,09%).

Multidão foi ver Lula de perto
Multidão foi ver Lula de perto [Foto: Reprodução]

Comentários