Política

Lula vai reforçar perseguição e abuso à ONU

Fonte: Brasil247 | Editor: Samuel Brandão 14/08/2016 17:03 - Atualizado em 07/11/2016 06:34
Lula vai à ONU Lula vai à ONUFoto: Divulgação

A defesa do ex-presidente Lula pretende acrescentar "novos fatos" na petição apresentada no dia 28 de julho à Comissão de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, em que denuncia abuso de poder por parte do juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, depois da publicação de uma nota na revista Época deste fim de semana.

A nota da coluna Expresso, intitulada "Curitiba Games", diz que, "'irritados', investigadores da Força Tarefa da Lava Jato estariam preparando uma denúncia contra o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva".

Nota divulgada pela assessoria de imprensa do ex-presidente afirma: "A reação autoritária dos operadores da Lava Jato confirma que Lula é vítima de uma verdadeira caçada judicial, que se vale da cumplicidade dos meios de comunicação para esconder os abusos e promover um julgamento pela mídia".

"Por meio de seus porta-vozes na imprensa, os operadores da Lava Jato ampliaram a campanha de propaganda opressiva contra Lula", aponta ainda o texto, ressaltando que "desde que denunciou os abusos da Lava Jato à corte internacional de Genebra, Lula e sua família sofreram retaliações por parte dos operadores da Lava Jato".

Leia abaixo a íntegra e aqui a nota divulgada neste sábado pelos advogados de Lula.

Defesa de Lula vai denunciar à ONU retaliações da Lava Jato

Os advogados de Lula vão levar ao Comitê de Direitos Humanos da ONU novos fatos que confirmam o abuso de autoridade e a perseguição dos operadores da Lava Jato ao ex-presidente. Desde que denunciou os abusos da Lava Jato à corte internacional de Genebra. em 28 de julho, Lula e sua família sofreram retaliações por parte dos operadores da Lava Jato. Sem nenhuma justificativa razoável, a esposa de Lula, Marisa Letícia, e seu filho Fábio Luís foram intimados a depor pela Polícia Federal, que também incluiu outro filho, Luís Claudio, em investigações que não lhe dizem respeito, sem nenhuma base em fatos.

Por meio de seus porta-vozes na imprensa, os operadores da Lava Jato ampliaram a campanha de propaganda opressiva contra Lula. Na edição desta semana, a revista Época, do grupo Globo, informa que os procuradores da Força Tarefa estão "irritados" com o que chamam de "tentativas de intimidação". Na verdade, o recurso de Lula à ONU é um dirieito de todos os cidadãos dos países que firmaram o Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos, do qual o Brasil é signatário desde 1992.

A reação autoritária dos operadores da Lava Jato confirma que Lula é vítima de uma verdadeira caçada judicial, que se vale da cumplicidade dos meios de comunicação para esconder os abusos e promover um julgamento pela mídia. O recurso de Lula contra a violação de seus direitos foi apoiado por personalidades como o ex-secretário de Direitos Humanos (governo FHC) Paulo Sérgio Pinheiro e o jurista Celso Antônio Bandeira de Melo, e ainda em um manifestio de juristas renomados.

Comentários