Política

Ex-presidente Lula promete lutar até o fim: Veja o discurso

Fonte: Alliny Maria/Cintia Lucas. Direto do Teresina Hall | Editor: Paulo Pincel 03/09/2017 13:18
Lula com os jovens em Teresina Lula com os jovens em TeresinaFoto: Ricardo Stuckert

Mestre Severo, com seu Reisado de Campo Maior, recepcionou o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, que chegou ao Teresina Hall, na zona Leste de Teresina, com quase duas horas e meia de atraso. Mais de oito mil pessoas aproveitaram o domingo para ouvir o ex-presidente. Horas antes, Lula foi a Altos, no Norte do Piauí, onde recebeu o título de cidadania concedido pela Câmara Municipal.

No Teresina Hall, Lula recebeu uma placa do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e uma jóia em opala de um jovem empreendedor piauiense.

O deputado estadual e secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo, entregou a Medalha de Reconhecimento da Universidade Federal do Piauí, campus de Bom Jesus, para Lula.

Representantes dos povos indígenas de várias etnias, como os tabajaras, de Piripiri, também participaram do ato no Teresina Hall. Lula ganhou um cocar feito com penas de pássaros e um maracá feito com cabaça.

Discurso

Em um discurso longo, que durou de mais de 25 minutos, Lula reclamou dos fatos que eram noticiados antes de seu governo, como a fome, a seca, a miséria, mas a principal mensagem do discurso de Lula foi a esperança, principalmente nos jovens . E prometeu: "desistir, jamais. Vamos à luta. Não vou cair de pé. Se cair é deitado, mas vou continuar de pé para concertar este país".

"Esse país está precisando de vocês. Tem que ter representante da juventude vereador, deputado, senador, quero ver vocês na Presidência. Quero ver a juventude tomar o destino dessa nação. Eu já tenho 71 anos, até poderia desanimar. Poderia ficar numa cadeira de balanço vendo a vida passar, já vocês não. E também quem não morreu de fome com cinco anos não vai desistir jamais. Quando eu era jovem, a gente sabia que filho de pobre não podia fazer faculdade. Então a gente sonhava com ensino básico e curso técnico. Na cabeça da elite que governou esse país por 500 anos, pobre não nasceu pra estudar. Nasceu pra trabalhar", criticou o ex-presidente.

"Mas nós mudamos a cara da universidade. Daqui a pouco vamos mudar a cara dos consultórios médicos, de dentistas, escritórios de engenheiros. E nós não tiramos nada de ninguém. Apenas colocamos o filho do mais pobre para disputar vaga com os mais ricos", acrescentou.

Lula disse que o Brasil foi o último país a abolir a escravidão, o último a proclamar a independência e o último país da América do Sul a ter uma universidade. "E esse país só vai sarar quando tiver novamente um presidente eleito, com credibilidade. Nós começamos a mudar e é por isso que tem muita gente que não gosta da gente. Daqui a pouco vai ter gente da periferia no Ministério Público. Por isso, jovens, levantem a cabeça e vamos à luta. Mais valem as lágrimas de uma derrota do que não ter participado da luta".

Confira os principais trechos do discurso do ex-presidente Lula no Teresina Hall .

Comentários