Cultura

Livro-manifesto "Lula livre" será lançado sábado em Teresina

A obra reúne mensagens de 86 escritores que discordam da prisão de Lula
Fonte: redacao@piauihoje.com 25/09/2018 12:33
Livro-manifesto Lula Livre Livro-manifesto Lula LivreFoto: Divulgação

Um livro-manifesto com texto e ilustrações de quase 86 escritores, contistas, caricaturistas defendendo a liberdade do ex-presidente Lula será lançado neste sábado (29), às 19h, no restaurante Baião de Dois, em Teresina. Intitulada "Lula livre/Lula livro", a obra reúne mensagens que discordam da prisão de Lula por a mesma ter sido injusta, sem provas e feita de forma arbitrária.

O professor e escritor piauiense Wellington Soares, um dos que assinam a obra, afirma que a proposta de "Lula livre/Lula livro" é levar ao conhecimento da população a injustiça da condenação e prisão de Lula, presidente mais popular da história do Brasil e que seria eleito em outubro para presidente. "Lula foi condenado e preso sem provas. A elite do Brasil, após dar um golpe na democracia ao retirar do poder uma presidente legitimamente eleita (Dilma), agiu de forma a impedir que Lula fosse candidato e, consequentemente, eleito", diz Soares.

Os participantes do livro, entre eles os compositores Chico Buarque e Chico César e o jornalista Xico Sá, consideram que o golpe contra Dilma e a prisão de Lula foram golpes na democracia brasileira com o objetivo de tirar o PT do poder e manter o Brasil sob o domínio da elite. "O tratamento dado a Lula pela Justiça foi diferenciado do dado a outros candidatos. Um exemplo recente é Antony Garotinho, que mesmo condenado em segunda instância conseguiu o direito de ser candidato a governador do Rio de Janeiro", reclamou Wellington Soares.

O livro, um ato de rebeldia, é válido enquanto Lula estive preso. "É um grito literário - uma forma dos artistas e intelectuais manifestarem sua insatisfação contra decisões arbitrárias, de forma que possa contribuir a Lula todos os direitos de defesa que lhe foram negados", explica o professor.

"Lula livre/Lula livro" foi lançado pela primeira vez na Feira de Livro de Paraty (Flip), no Estado de Rio de Janeiro e depois em outros estados. A obra é organizada pelos escritores Ademir Assunção e Marcelino Freire.

Comentários