Política

Justiça bloqueia R$ 7,2 milhões das contas de ex-prefeitos

Fonte: Redação | Editor: Paulo Pincel 27/06/2017 10:38
Ex-prefeitos Paulo Martins e Joãozinho Félix: improbidade Ex-prefeitos Paulo Martins e Joãozinho Félix: improbidadeFoto: Montagem/Paulo Pincel

Os ex-prefeitos de Campo Maior, João Félix de Andrade Filho, o “Joãozinho Félix”, e Paulo César de Sousa Martins, foram condenados pelo juiz Leandro Emídio Lima e Silva Ferreira, da 2ª Vara de Campo Maior, ao bloqueio de R$ 7.255.185,52 das suas contas bancárias, a julgar denúncia do Ministério Público do Estado.

A decisão foi assinada ontem pelo juiz de Campo Maior, ao julgar a Ação Civil Pública por improbidade administrativa, referente ao não pagamento de 3.817 contas de energia à Eletrobras-Distribuição Piauí, entre 05 de novembro de 2008 e 04 de outubro de 2013.

O Ministério Público também responsabilizou a Eletrobras-PI por improbidade, ao se omitir de suspender o fornecimento de energia elétrica a vários órgãos municipais, mesmo com tantas contas em atraso .

Joãozinho Félix se surpreendeu com a grande quantidade de faturas em débito. “Três mil faturas não existe, dá quantos anos sem pagar? Juntando dois anos meus e dois anos do Paulo, dá quatro anos, e quatro anos não dá 60 meses e lá não tem 100 ligações de energia, pode ter certeza", afirmou o ex-prefeito

Paulo Martins acionou os advogados para recorrer da decisão, também considerando estranho o número de faturas sem pagamento.

Comentários