Política

Juíza Maria Célia Lima Lúcio ganha cidadania piauiense na Alepi

A outorga da cidadania atende à proposta do deputado Evaldo Gomes, do PTC
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 26/10/2017 13:45
jJuíza Maria Célia Lima Lúcio recebeu cidadania jJuíza Maria Célia Lima Lúcio recebeu cidadaniaFoto: Caio Bruno/Alepi

A Assembleia Legislativa realizou sessão solene na manhã de hoje para a entrega do título de cidadania piauiense à juiza Maria Célia Lima Lúcio, atendendo proposta do deputado Evaldo Gomes (PTC) aprovada por unanimidade. “Essa Casa é que fica engrandecida ao conceder esse título. Em dois mandatos só concedi quatro cidadanias, porque só faço isso quando a pessoa tem mérito, tem currículo e serviços prestados ao Piauí”, disse o autor do projeto de decreto legislativo.

Compuseram a mesa de honra o esposo e dois filhos da homenageada, o capitão Santos Silva representando o 2º BEC, o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral Edvaldo Moura e o oficial de Justiça Antonio Messias.

“Decidi fazer do Piauí o meu lugar, apesar de todo apreço pelo meu Ceará. É aqui que me sinto em casa. Ao assumir o compromisso de honrar a cidadania, quero dividir com os meus colegas do Tribunal de Justiça todos os méritos do título”, disse a magistrada.

A juíza também destacou que o Piauí, que hoje a acolhe como filha, não vive só das glórias do passado, mas da grandeza do presente, como a Serra da Capivara, o Delta do Parnaíba, a opala de Pedro II, a medalha olímpica de Sarah Menezes, o título de miss Brasil, o juiz federal mais jovem do Brasil, dentre outros destaques. Ao saudar a homenageada, o desembargador Edvaldo Moura, vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral, disse que o título é justo e oportuno.

“É uma homenagem a uma piauiense de coração, que mesmo não tendo nascido aqui, honra a toga que veste ao proferir decisões com serenidade e sabedoria. A juiza Maria Célia Lima Lúcio é casada com Carlos Eduardo Pinheiro Lúcio e é mãe de Carlos Eduardo Filho, Miguel Victor Lima Lúcio e Carla Germana Lima Lúcio. Ela nasceu em Jaguaribe, no Ceará, e tem 58 anos de idade. Magistrada desde 1987, é formada em Direito pela Universidade Federal do Ceará, pós graduada em Direito Processual pela Faculdade Cândido Mendes e tem MBA em gestão judiciária pela Fundação Getúlio Vargas.

Comentários