Política

Juiz mantém etapa do concurso de agente penitenciário

O magistrado indeferiu o pedido de liminar, impetrado pela promotora Leida Diniz
Fonte: Redação | Editor: Paulo Pincel 26/06/2017 10:28
Concurso ConcursoFoto: Reprodução

Em decisão datada do último domingo (25/06), o juiz João Gabriel Furtado Baptista indeferiu a ação com pedido de liminar, impetrada pela promotora Leida Diniz, o Ministério Público do Estado, e decidiu pela manutenção do concurso de agente penitenciário da Secretaria de Estado da Justiça.

Com a decisão, fica mantida a terceira fase do concurso, com a realização do teste de aptidão física, nesta segunda-feira, às 18 horas – o edital prevê a realização dos testes físicos de 26 de junho a 2 de julho. O resultado preliminar está previsto para ser divulgado no dia 7 de julho, seguido deoutras duas etapas: o exame psicológico e investigação social. O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 26 de setembro.

Leida Diniz pediu a anulação da prova de informática do concurso, alegando a semelhança com a prova realizada ano passado, que acabou anulada por fraude. A prova anulada no ano passado foi reaplicada no dia 19 de março deste ano. E novamente houve denuncia apresentada por candidatos.

Leida Diniz argumentou no pedido de liminar que a anulação da prova de Noções de Informática era uma forma de prevenir problemas posteriores. Além da suspensão do certame, o MPE pediu o recálculo das pontuações obtidas pelos candidatos, desconsiderando-se as questões de Informática.

O juiz decidiu que “por entender que nãos e encontram presentes os requisitos legais, indefiro o pedido de liminar de suspensão da realização da etapa marcada para esta segunda-feira, 26/06/2017”, decidiu. “Parece-me que o pedido está mais próximo de um perigo de prejuízo provocado, tentando colocar o juiz em situação delicada, buscando uma liminar na sexta-feira que antecede a segunda-feira, na qual ocorrerá a etapa do certame, ainda no horário adiantado”, escreveu o magistrado.

Comentários