Política

Judiciário vai agilizar o julgamento dos processos

Sbastião Martins aposta na tecnologia para dar celeridade à tramitação
Fonte: TJ-PI | Editor: Paulo Pincel 07/01/2019 13:17
Desembargador Erivan Lopes cimprimenta Sebastião Ribeiro Marins Desembargador Erivan Lopes cimprimenta Sebastião Ribeiro MarinsFoto: Francisco Leal/CCom

O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, elegeu como prioridade a celeridade na tramitação dos processos no Judiciário, aumentando a produtividade e incentivando a conciliação para o que chamou de “pacificação social”.

No discurso de posse, Martins falou da satisfação em assumir a presidência do Tribunal de Justiça. “A minha principal meta é aumentar a produtividade porque não há nada ruim que o cidadão brasileiro, que procura a Justiça e o processo demora dois, três, quatro anos. Então, a nossa meta principal, o nosso foco é aumentar a produtividade e mais, vamos também incentivar a conciliação e a mediação como meios alternativos de pacificação social”, adiantou.

O presidente destacou ainda que a função primeira do Juldiciário é julgar e pacificar. "Vivemos no Piauí, que é um estado machista e o próprio CNJ elegeu a meta número 8, que é fortalecer o combate a violência doméstica contra a mulher, principalmente o feminicídio. Nós sabemos que aqui no estado do Piauí, no ano de 2018, houve um aumento muito grande no número de mulheres assassinadas. Então uma das minhas metas, alinhada a meta número 8 do Conselho Nacional de Justiça é fortalecer essa rede de combate. Vamos julgar todos os processos que envolvam a violência doméstica contra a mulher”, prometeu o novo presidente.

Para tanto, Sebastião Martins aposta na tecnologia da Informação. “Nós vamos fortalecer a Secretaria de Tecnologia da Informação. Vamos implantar o Processo Judicial Eletrônico em todo o Piauí, de modo que ao longo de dois anos vamos abolir por completo o uso de papel na justiça no estado do Piauí, como já está sendo feito no processo administrativo. Atualmente nós temos um processo administrativo que ninguém usa papel. Então o servidor quer férias e ele não usa papel, é um processo administrativo totalmente eletrônico online”, acrescentou o desembargador.

Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins
Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins [Foto: Francisco Leal/CCom]

Comentários