Especiais

Jovem luta contra leucemia e amigos fazem campanha para ajudar no tratamento

Ana Rita enfrenta a doença pela segunda vez
Fonte: Alinny Maria | Editor: Alinny Maria 06/04/2017 11:25
Ana Rita Ana RitaFoto: Arquivo pessoal

A adolescente Ana Rita da Silva Gomes, de 17 anos, que enfrenta a leucemia pela segunda vez, não está sozinha nesta luta. Para vencer mais esta batalha, amigos da jovem iniciaram uma campanha na rede social facebook intitulada Ajude Ana Rita .

Ana Rita teve leucemia aos 11 anos e após vários tratamentos, ela conseguiu se manter estável. Depois de seis anos, no segundo semestre de 2016, a doença retornou de forma mais agressiva.

“Quando começamos a campanha, só com poucos amigos no final do ano, era mais para reconstruir a casa que está em péssimo estado e ela, devido a isto, não pode ficar lá. Meu marido fez o projeto e fizemos camisetas para vender, com isso recebemos algumas doações. ”, diz a professora-doutora da Universidade Federal do Piauí (UFPI) Ana Regina Rêgo, idealizadora da campanha.

A família de Ana Rita é bastante humilde. Ela mora em Timon, cidade vizinha no Maranhão, apenas com a mãe, dona Adonileide, que está desempregada. A casa não possui estrutura adequada, as paredes estão rachadas, móveis antigos e desgastados. Além disso, a jovem não tem sequer uma cama.

Ana Rita está fazendo tratamento em um hospital de Teresina e durante os dias de alta hospeda-se na casa de amigos, já que não pode voltar para o seu lar em Timon. Os amigos de Ana já estão reconstruindo a casa com o auxílio das doações alcançadas por meio da campanha.

A única maneira de continuar o tratamento é através da ajuda de pessoas que se sensibilizarem com a história de Ana Rita, pois a família não tem como garantir um ambiente de conforto na casa onde mora e muito menos custear as despesas com o tratamento.

Ana Rita Hematomas surgem após vários dias internada

De acordo com Ana Regina Rego, a doença está evoluindo rapidamente e a jovem está fazendo testes para o transplante de medula óssea, sendo que este procedimento é o último recurso para a cura da doença.

“Ela agora já está sem cabelos e está com o rosto bem inchado. Estamos tentando removê-la para o hospital de Barretos, no interior de São Paulo, e se for confirmado o teste para o transplante, precisaremos também mobilizar as pessoas para essa parte", disse a professora.

Ana Rita diz que costuma desenhar para aliviar momentos de aflição e que faz cartas para estabelecer um diálogo com Deus.

Desenho feito por Ana Rita Pintura feita por Ana Rita/Foto;Arquivo Pessoal

Para ajudar basta depositar qualquer valor na seguinte conta bancária:

Banco do Brasil
Agência: 56057
Conta Poupança: 18346-6
CPF: 712.658.483-00

Comentários