Polícia

Autor dos tiros que matou ex-presidiário se apresenta

Michel Adonias foi morto por roubar o celular da esposa do assassino
Fonte: Polícia Civil/DH | Editor: Paulo Pincel 01/12/2017 18:05
O rapaz caiu morto depois de receber vários tiros O rapaz caiu morto depois de receber vários tirosFoto: Divulgação

Um homem identificado como Felipe Daniel Carvalho Nascimento assumiu a morte de Michel Anderson dos Santos Adonias, de 26 anos, executado a tiros na manhã desta sexta-feira (1/12), na Rua Capitania, no Morro do Cambota, na Vila Irmã Dulce, na zona Sul de Teresina.

O acusado se apresentou espontaneamente e foi liberado após prestar depoimento. Ele assumiu a autoria do crime e diz que matou porque a vítima roubou o celular de sua mulher. "Não resta dúvidas quanto a autoria. Ele apresentou a arma e foi conduzido para a Delegacia de Homicídios. Houve apresentação espontânea e por isso não será lavrado o auto de prisão em flagrante. Ele será liberado como determina a lei e indiciado. No futuro poderá ser pedida sua prisão", adiantou o delegado Emerson Almeida.

O crime

Por volta de 8h30m policiais militares receberam a informação de que um jovem, com idade entre 20 e 25 anos, tinha sido morto a tiros no meio da rua. Policiais civis da Delegacia de Homicídios foram ao local e iniciaram a investigação do crime. A morte pode ter sido um acerto de contas.

Uma viatura do 17ª Batalhão da Polícia Militar foi até o local e entrou o rapaz caído, com vários disparos nas costas, como se tivesse tentado fugir.

“Populares ouviram diversos disparos de arma de fogo e quando foram ver o que era, se depararam com um jovem morto no meio da rua. Ainda não temos a identificação e não sabemos quantos tiros o atingiram”, adiantou o major-PM Melo.a. "Ele foi atingido com um tiro nas costas e veio a óbito no local. Ele tem várias passagens pela polícia (roubo, assalto), inclusive já esteve preso e era conhecido na região por praticar crimes".

O IML fez a remoção do corpo.

Comentários