Política Nacional

J&F vende empresa de celulose Eldorado para holandesa por R$ 15 bilhões

Fonte: Agência Brasil 02/09/2017 07:30
Empresário Joesley Batista, dono do Gripo JBS Empresário Joesley Batista, dono do Gripo JBSFoto: Reprodução

Alvo da Operação Lava Jato, após suspeitas de ter seus ativos superavaliados no mercado financeiro, a empresa Eldorado Celulose, que pertencia ao grupo J&F, foi vendida neste sábado (2) ao grupo holandês Paper Excellence. A conclusão das negociações foi anunciada hoje, após assinatura do contrato de compra e venda que prevê a transferência de todas as ações da empresa pelo valor de R$ 15 bilhões.

De acordo com comunicado conjunto, as empresas vão finalizar a operação nos próximos 12 meses. Sediada na Holanda e com fábricas de celulose também no Canadá e na França, a Paper Excellence produz 2,3 milhões de toneladas de celulose por ano e tem a intenção de se tornar um dos gigantes da indústria em nível mundial. Já a Eldorado produz cerca de 1,7 milhão de toneladas de celulose de eucalipto por ano.

Controladora de grupos como os frigoríficos da empresa JBS, a holding J&F Investimentos teve seu acordo de leniência homologado pelo Ministério Público Federal (MPF), no qual terá que pagar R$ 10 bilhões de multa pelo esquema de corrupção envolvendo o pagamento de propina a agentes públicos. Desde que a delação premiada de executivos da companhia veio à tona, o grupo está se desfazendo de empresas no Brasil e no exterior, como as filiais que operam no mercado de carnes em países sul-americanos .

Em julho do ano passado, a Eldorado foi alvo da operação Sépsis, um dos braços da Lava Jato. Na ocasião, os policiais federais vasculharam o escritório da empresa na Marginal Tietê, em São Paulo. De acordo com os investigadores do MPF, a empresa FIP Florestal obteve investimentos ilicitamente antes de se fundir com a Eldorado, cujos sócios majoritários passaram a obter financiamentos e empréstimos na Caixa Econômica Federal.

Comentários