Política

Jeová Alencar minimiza ausência de 12 vereadores

Dudu afirma que Firmino Filho deu com os burros n'água ao tentar interferir na eleição
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Luiz Brandão 16/11/2017 11:26
Vereador Jeová Alencar (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Teresina Vereador Jeová Alencar (PSDB), presidente da Câmara Municipal de TeresinaFoto: Paulo Pincel

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar (PSDB), comemorou muito a sua reeleição nesta quinta-feira (16), com votos de 16 vereadores de oposição e aliados do Palácio da Cidade. “Fomos pra o diálogo e conseguimos a eleição de forma tranquila como estava prevista”, minimizou o presidente, assegurando que a antecipação da eleição, que deveria acontecer somente em novembro de 2018, não foi uma retaliação ao prefeito Firmino Filho.

“De forma alguma [houve retaliação]. Todo mundo sabe da admiração e respeito que tenho prefeito Firmino Filho. Faço parte do grupo político do prefeito. Essa Casa é independente, os poderes são independentes e harmônicos entre si e o que aconteceu aqui foram apenas questões administrativas. Alguns vereadores decidiram que sim, outros não. A gente respeita os votos contrários. Fizemos tudo com a maior transparência e tranquilidade”, acrescentou Jeová Alencar.

"O prefeito Firmino Filho tem todo o nosso respeito. Eu sou do PSDB e quem me conhece sabe que eu tenho uma boa relação com o prefeito. Tenho muito admiração por ele e me sinto parte do grupo político do prefeito Firmino. O que aconteceu hoje na Câmara foi nada mais do que um ato administrativo da Casa. Isso acontece em qualquer Casa legislativa”, acrescentou.;

Sobre a ausência de 12 vereadores, que atenderam á recomendação de Firmino Filho para que não comparecessem à sessão desta quinta, Jeová Alencar considerou normal a atitude dos colegas.

“A gente não agrada a todos, mas todos têm nosso respeito e da nossa parte, não vão sofrer nenhum tipo de retaliação até porque essa Casa é supra partidária e cada vereador tem todo o direito de votar de acordo com a sua consciência”, avaliou o tucano.

Já o vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), autor da proposta que antecipou a eleição na Câmara, o prefeito Firmino Filho “deu com os burros n’água”, ao tentar impor sua vontade aos vereadores, quando tentou interferir numa decisão que interna do Legislativo, mesmo em viagem à Espanha.

Comentários