Mundo

Israel reforça segurança em Jerusalém após convocação do Hamas

O Hamas convocou para esta sexta-feira (8), uma nova revolta palestina contra a política de expansão do governo de Israel
Fonte: Notícias ao Munuto | Editor: Da Redação 08/12/2017 07:33
Revolta em Jerusalém Revolta em JerusalémFoto: © Reuters

Apolícia de Israel vai reforçar a segurança nesta sexta-feira (8), dia da grande oração na Esplanada das Mesquitas, após protestos de palestinos frente ao reconhecimento de Jerusalém como capital israelense por Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. Palestinos prometem 'dia de fúria' nesta sexta.

De acordo com o portal G1, o Hamas, movimento islâmico com atuação política e um braço armado, convocou nesta quinta-feira (7), uma nova intifada (termo utilizado para fazer referência à revolta palestina contra a política de expansão do governo de Israel).

Nenhuma restrição de idade foi anunciada aos fiéis de Jerusalém que desejam comparecer à esplanada, ao contrário do que ocorreu em outros momentos de grande tensão na cidade. Porém, o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld, afirmou que "centenas de policiais e guardas de fronteira adicionais foram mobilizados dentro e nos arredores da Cidade Antiga".

Protesto

Ismail Haniyeh, eleito líder geral do grupo em maio, pediu que palestinos, muçulmanos e árabes se manifestem contra a decisão dos Estados Unidos. "Deixem 8 de dezembro ser o primeiro dia da intifada contra o ocupante", disse Haniyeh, que chamou esta sexta de "dia da raiva".

Comentários