Política Nacional

Irmãos Batista oferecem R$ 316 milhões para deixar prisão

Empresários negam ter obtido lucro indevido por meio de uso de informação privilegiada
Fonte: Agência Brasil | Editor: Luiz Brandão 01/10/2017 09:51
Empresários Joesley e Wesley Batista Empresários Joesley e Wesley BatistaFoto: @DR

Adefesa dos empresários Joesley e Wesley Batista, da J&F, tem novo plano para tentar revogar a prisão dos irmãos. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, advogados dos executivos ofereceram ao juiz do processo uma caução dos valores citados pelo Ministério Público Federal (MPF) como lucro indevido, obtido com o uso de informação privilegiada.

Segundo a investigação, a companhia ganhou cerca de 100 milhões de dólares (algo como 316 milhões de reais) após a divulgação da delação premiada do J&F.

Os irmãos negam ter cometido crimes e afirmam que a apresentação dos valores é uma garantia de que cumprirão qualquer decisão judicial de reparação e de que continuarão ajudando nas apurações. O magistrado enviou o pedido ao MPF.

Comentários