Geral

Investigação sobre causa de incêndio segue em sigilo

Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel-PM Carlos Frederico, falou sobre o incêndio
Fonte: TV Meio Norte | Editor: Paulo Pincel 23/10/2017 14:40
Coronel Frederico, comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí Coronel Frederico, comandante do Corpo de Bombeiros do PiauíFoto: Montagem

Ainda não há qualquer informação sobre a(s) causa(s) do incêndio ocorrido na manhã de domingo (22), que destruiu o galpão onde funcionava a Comercial Ibiapina, distribuidora de produtos de higiene e limpeza, na Avenida Barão de Castelo Branco, no bairro Cidade Nova, em Teresina.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel-PM Carlos Frederico, em entrevista na TV, lamentou que esteja impedido de falar sobre o incêndio. Que é receoso revelar neste momento o que já existe sobre o caso em virtude de uma determinação judicial.

O comandante adiantou que a empresa tinha licença para funcionar no local onde está instalada, entre dois condomínios com mais de 80 apartamentos. O alvará da empresa está em dia.

Prédio comprometido

“Nós temos uma estrutura muito comprometida. Nós hoje pela manhã enviamos comunicado à Defesa Civil e solicitamos a presença deles para análise do prédio”, adiantou.

O incêndio

“O grande problema do incêndio, foi a maneira como ele se apresentou, como incidente, exatamente pela carga de incêndio presente no ambiente. Foi relatado e presenciado várias explosões que é comum no tipo de material nessa distribuidora, o que tornou o trabalho do Corpo de Bombeiros um pouco mais difícil foi na sua execução. Ressalto aqui a atitude brava de homens e mulheres que compõem nossa corporação".

Alvará

“Sim, a empresa possuí o atestado de regularidade do Corpo de Bombeiros, e como consequência, ela obedeceu a todos os quesitos que dizem respeito à contenção e à prevenção de combate a incêndio”.

Localização

“Isso é uma questão de urbanização. O Corpo de Bombeiros, em suas atribuições legais, ele não trata sobre esse tema. A nossa expertise é voltada para questão de equipamentos, de proteção e contenção. Agora, vale lembrar que esses equipamentos de contenção de incêndio que se apresentam em determinadas empresas, a depender da circunstancia e do tipo de incidente, eles vão permitir apenas o primeiro combate e ontem nós tivemos situações de explosões que comprometem todo e qualquer sistema”.

Comentários