Política

Falta de hospital de referência em Teresina é agressão à mulher

Crítica é do vereador Luiz Lobão ao defender Hospital da Mulher em Teresina
Fonte: Assessoria parlamentar | Editor: Paulo Pincel 09/03/2018 14:45
Vereador Luiz Lobão (MDB) Vereador Luiz Lobão (MDB)Foto: Assessoria

“Acho uma agressão à mulher nos dias atuais não ter um equipamento público de saúde voltado para a sua saúde na nossa cidade”. Essa afirmação é do vereador Luiz Lobão (MDB), que chama mais uma vez atenção para a necessidade de um Hospital da Mulher em Teresina.

De acordo com o vereador, Teresina necessita de uma cobertura melhor no que diz respeito ao atendimento público voltado especialmente par as mulheres. “A capital possui apenas um hospital que faz atendimento cirúrgico ginecológico pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2010 quatro hospitais atendiam obstetrícia e ginecologia na cidade e que hoje não ocorre mais. Temos hospitais municipais que são maternidade, fazem partos, mas não fazem a parte cirúrgica de ginecologia e é isso que tento mostrar e orientar por ser médico, que há uma dificuldade de atendimento nessa área”, disse o vereador.

Luiz Lobão ressalta que em relação à saúde da mulher, Teresina carece de um local onde se atenda de forma integral. “Sabemos que existe uma dificuldade muito grande para tratamentos ginecológicos na nossa cidade pelo Sistema Único de Saúde. Procedimentos como retirada de cistos de ovários, nódulo de seios, miomas uterinos, períneos, são comuns em mulheres e são difíceis de serem executados na rede pública de saúde pela demora no diagnóstico e tratamento, justamente por não termos um Hospital de Referência para a Mulher. Portanto, se faz urgente a implantação deste equipamento público na cidade”, afirmou.

O parlamentar acrescenta que o prefeito Firmino Filho já mostrou ser a favor da causa. Luiz Lobão já apresentou ao prefeito a ideia de transformar o Hospital Mariano Castelo Branco, na Santa Maria da Codipi, no Hospital da Mulher. Também conseguiu assegurar junto à bancada federal piauiense em Brasília o valor de R$1 milhão e 500 mil em emendas para a implantação deste equipamento público. “É um sonho e um desejo como parlamentar e, especialmente, como médico ginecologista, que esse Hospital da Mulher saia do papel. Atendo diariamente mulheres e sei o quanto é necessário um equipamento público de saúde voltado para este segmento na nossa cidade”, destacou Luiz Lobão.

Comentários