Cultura

Inédita: ópera rejeitada de Chiquinha Gonzaga vai ser encenada

Peça teria sido inovadora demais para a época da compositora. Para diretor, resgatar a obra é "questão de justiça"
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 28/10/2017 09:55
Chiquinha Gonzaga Chiquinha GonzagaFoto: Reprodução

Rejeitada em 1879, “Festa de São João", ópera inédita de Chiquinha Gonzaga finalmente vai ser levada aos palcos. A opereta de 24 cenas, obra que se passa em uma noite de São João, teria ficado engavetada até 2014, mesmo após o seu sucesso como compositora e maestrina, segundo informações da Ilustrada, da Folha de São Paulo. A estreia da peça acontece neste sábado (28), em Curitiba, com entrada gratuita.

Com três solistas, um coro de 27 crianças e 21 adultos, 14 bailarinos, uma pianista e o ator Emílio Pitta como padre, a peça faz parte da programação do 3º Festival de Ópera do Paraná.

A partitura foi restaurada pelo diretor Gehad Hajar, de 34 anos, que ordenou o conjunto fora de prosódia e alguns trechos na língua espanhola. “Estava uma bagunça, as páginas misturadas. Coloquei tudo no chão e fomos acertando a ordem lógica da narrativa", contou à Helena Carbieri, colaboradora da Folha.

Montar “Festa de São João”, cujo enredo começa com folguedos num cenário campestre e gira em torno da chegada de um mocinho da cidade grande a uma vila do interior, foi encarada como uma questão de justiça para o diretor. A escolha do tema popular ao invés dos mitos valorizados na época, além do estilo ritmado – que inclui maxixe, sapteado andaluz e tango – teria sido inovador para o tempo da compositora e musicista, na opinião de Gehad Hajar.

FESTA DE SÃO JOÃO

QUANDO Sábado (28), às 20h

ONDE Teatro Guairinha, r.15 De Novembro, 971, Curitiba

QUANTO Grátis

Comentários