Especiais

Inclusão de crianças com deficiência é desafio para escolas de Teresina

De acordo com a Semec, 700 alunos requerem atenção especial na capital
Fonte: Roberto Araujo 26/07/2017 16:34
Crianças com deficiência Crianças com deficiênciaFoto: Centrinho USP

Educar não é uma tarefa fácil. É grande o desafio de professores e educadores em conseguir tornar o conteúdo de sala de aula atraente, e fazer com que o aluno consiga assimilar, mas o desafio é ainda maior quando o aluno tem alguma deficiência.

Além de repassar o conteúdo, a inclusão na sala de aula e na escola é fundamental para este processo. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Educação (Semec) hoje, as escolas de Teresina, lidam com crianças e adolescentes dos mais variados diagnósticos. São, por exemplo, 185 alunos com autismo e 25 com Síndrome de Down, além de deficientes auditivos e visuais.

A Secretaria de educação informou ao Piauí Hoje que a prefeitura de Teresina possui 77 escolas dotadas de salas multifuncionais que atuam com Atendimento Educacional Especializado (AEE) para dar suporte a 700 alunos com necessidades de maior debilidade. Existem aproximadamente 400 auxiliares pedagógicos nas escolas municipais de zona urbana e rural.

Segundo Teresa Fortes, coordenadora da Divisão de Educação Inclusiva da Semec, aprender em sala de aula, fazer amigos, descobrir as letras e superar com o auxílio da escola as dificuldades que surgem das limitações físicas ou intelectuais é a rotina de quase 2 mil alunos da Rede Municipal de Ensino.

Dentre as ações na busca de uma educação mais inclusiva, a Semec deu início a aulas de um curso de Libras destinado a diretores, pedagogos e professores de Escolas Municipais de Teresina. Este ano a Secretaria Municipal de Educação está ofertando 100 vagas, divididas nas etapas de Libras I e II e Libras Intermediário.

Comentários

Matérias Relacionadas