Polícia

Polícia já tem imagens que podem ajudar a identificar assassino de psicóloga

Baretta já tem uma pista importante e a prisão do assassino é questão de tempo
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Paulo Pincel 26/06/2017 10:55
Joaquina Maria Pereira Viera de Barros com a filha de 9 anos Joaquina Maria Pereira Viera de Barros com a filha de 9 anosFoto: Reprodução/Whatsapp

Com auxílio das imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais existentes na região, a Polícia Civil do Piauí busca identificar o assassino da psicóloga Joaquina Maria Pereira de Barros, 56 anos, estrangulada no domingo (25).

Joaquina levou um corte de faca no pescoço, segundo um agente da Delegacia de Homicídios, que investiga o assassinato da psicóloga, na manhã de ontem. O corpo da vítima foi encontrado na cozinha da casa, onde ela morava com a filha de 10 anos, na Rua Henrique Dias, no bairro Macaúba, zona Sul de Teresina.

A criança encontrou a mãe ainda viva, agonizando na cozinha da casa. A menina correu até um posto de combustível, localizado na Avenida Miguel Rosa, onde pediu ajuda aos funcionários do estabelecimento.

Joaquina Maria Pereira Vieira de Barros

Cena de crime

A polícia foi acionada em seguida. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram a vítima já sem vida, com fio de telefone e uma coleira no pescoço. Havia muito sangue na cena do crime, provocado por um corte que a mulher recebeu no pescoço.

“Foram iniciadas as investigações, com perícia no local de crime e na vítima”, adiantou o coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Costa, o Baretta, que requisitou as imagens de câmeras de segurança existentes em vários pontos próximo ao local do crime para tentar identificar o assassino. "Nas próximos horas... logo, logo nós vamos estar com mais um crime eluciado", previu Baretta, que conseguiu uma pista importante na manhã desta segunda-feira (26).

As hipóteses de crime pacional e de latrocínio (roubo seguido de morte) não estão descartadas. A bolsa com pertences e o celular da vítima foram roubados. O delegado Danúbio Dias foi designado para presidir o inquérito.

Além desse detalhe, há informações de que um homem estaria com a psicóloga, que é funcionária do Hospital Areolino Abreu, na zona Norte, e dona da clínica "Reintegrar", na zona Leste de Teresina.

Comentários